Economia

FMI garante capacidade de empréstimo em acordo com seus membros

FMI garante capacidade de empréstimo em acordo com seus membros

Logo do Fundo Monetário Internacional, em Washington - AFP


O Fundo Monetário Internacional (FMI) informou, nesta terça-feira (31), que acertou com seus países-membros a renovação dos acordos de empréstimo, o que garante à entidade sua capacidade de concessão de crédito.

O momento é especialmente delicado, em função da forte demanda de financiamento gerada pela pandemia de coronavírus.

“O diretório-executivo do FMI aprovou um marco para uma nova rodada de empréstimos bilaterais, que sucederá aos acordos vigentes hoje, que vão até o final de 2020”, explicou a entidade multilateral em um comunicado.

O FMI destacou que esta ação “é parte de um pacote mais amplo de recursos do FMI e de reformas” que vão ajudar a manter a capacidade de empréstimo do organismo em US$ 1 bilhão.

“Estes são passos críticos para assegurar que o FMI possa apoiar seus membros durante a pandemia em curso”, acrescentou a instituição, formada por mais de 180 países.

Na semana passada, a diretora-gerente do Fundo, Kristalina Georgieva, disse que a economia global já entrou em recessão, devido à brusca paralisação da atividade provocada pela pandemia. Este quadro levou mais de 80 países, a maioria de baixa renda, a pedir empréstimos de emergência.

Os mercados emergentes – que sofreram um êxodo de capital de mais de US$ 83 bilhões nas últimas semanas – enfrentam necessidades de financiamento de cerca de US$ 2,5 trilhões, o que pode exigir financiamento externo, acrescentou Georgieva na mesma ocasião.