Economia

FMI diz trabalhar em plano para melhorar resiliência de países a choques

A diretora-gerente do Fundo Monetário Internacional (FMI), Kristalina Georgieva, afirmou nesta quarta-feira, 16, que a instituição multilateral trabalha em um plano para melhorar a resiliência de países a choques como o da pandemia de coronavírus. “Meu desejo é de que ele saia até o fim do ano”, revelou, durante evento virtual organizado pelo Fundo.

Georgieva também comentou as discussões para possível emissão de US$ 650 bilhões em Direitos de Saques Especiais (SDRs, na sigla em inglês).

Na semana passada, o G-7 concordou em alocar US$ 100 bilhões pelo instrumento. “Se formos bem-sucedidos, os benefícios serão enormes: teremos acréscimo de US$ 9 trilhões ao Produto Interno Bruto (PIB) global até 2025”, disse.

A dirigente defendeu ainda que a comunidade internacional deve aproveitar a Conferência das Nações Unidas sobre Mudança Climática (Cop26), que ocorrerá no Reino Unido em novembro, para mobilizar o planeta por ações na área ambiental. Na visão dela, o setor privado precisa participar dos esforços para que eles sejam bem-sucedidos.



Veja também
+ Casamento de Ana Maria Braga chega ao fim após marido maltratar funcionários, diz colunista
+ Conheça a eficácia de cada vacina no combate à Covid-19
+ Veja fotos de Karoline Lima, novo affair de Neymar
+ Lázaro Barbosa consegue fugir de novo da polícia após tiroteio
+ Gracyanne Barbosa dança pole dance com novo visual
+ Agência dos EUA alerta: nunca lave carne de frango crua
+ Após processar nora, mãe de Medina a acusa de ter destruído sua casa; veja fotos
+ Yasmin Brunet quebra o silêncio
+ Fondue de chocolate com frutas fácil de fazer
+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago