Economia

FMI diz que continuará trabalhando com Argentina em plano

Após se reunir com o ministro da Economia da Argentina, Martin Guzmán, a equipe do Fundo Monetário Internacional (FMI) liderada por Julie Kozack, subdiretora do Departamento do Hemisfério Ocidental da entidade, emitiu nota afirmando que continuará trabalhando junto ao país por um plano que supere problemas econômicos locais.

“As autoridades argentinas e a equipe do FMI avançaram na definição de alguns princípios-chave que poderiam sustentar um programa econômico para ajudar a enfrentar os desafios de curto e médio prazo da Argentina”, diz a nota do FMI, enviada à imprensa.

“Houve consenso de que a inflação é um fenômeno multifacetado e que reduzi-la requer políticas macroeconômicas consistentes e esforços de coordenação para ajudar a ancorar as expectativas de inflação”, acrescenta o documento.

De acordo com o FMI, as duas partes concordaram sobre a necessidade de impulsionar exportações de alto valor agregado para ampliar as reservas internacionais, bem como de ampliar o mercado de capitais da Argentina para financiar a dívida local de forma mais sustentável.



Veja também
+ Até 2019, havia mais gente nas prisões do que na bolsa de valores do Brasil
+ Geisy reclama de censura em rede social: “O Instagram tá me perseguindo”
+ Gel de babosa na bebida: veja os benefícios
+ Nicole Bahls já havia sido alertada sobre infidelidade do ex-marido
+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais
+ Chef playmate cria receita afrodisíaca para o Dia do Orgasmo
+ Mercedes-Benz Sprinter ganha versão motorhome
+ Anorexia, um transtorno alimentar que pode levar à morte
+ Agência dos EUA alerta: nunca lave carne de frango crua
+ Yasmin Brunet quebra o silêncio
+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago