Economia

Fitch reafirma rating do Japão em ‘A’, com perspectiva estável

A agência de classificação de risco Fitch reafirmou a nota de crédito de longo prazo e em moeda estrangeira do Japão em “A”, com perspectiva estável.

Em comunicado divulgado nesta quarta-feira, a Fitch apontou que os ratings do Japão equilibram os pontos fortes da economia “avançada e rica” do país asiático com altos padrões de governança e fortes instituições públicas em um cenário que aponta para um crescimento mais fraco no médio prazo e alta dívida pública. De acordo com a agência, o Japão tem finanças externas fortes e se mostra resiliente nesse item, ao ser apoiado “pelo status de moeda de reserva do iene e pela percepção dos investidores como um refúgio seguro”.

Na avaliação da Fitch, além das baixas taxas de juros, o crescimento do Produto Interno Bruto (PIB) nominal dos últimos anos está ajudando a manter a trajetória da dívida pública japonesa sob controle, ao mesmo tempo em que as condições apertadas de mercado de trabalho “parecem ter levado a uma modesta recuperação dos salários, ajudando a evitar o retorno da deflação”. A agência projeta que o PIB japonês apresente expansão de 0,9% neste ano, o mesmo resultado observado em 2018, e que o crescimento perca força ao longo do ano e no início de 2020.

De acordo com a Fitch, tanto o Japão quanto outros países da Ásia estão se recuperando dos efeitos da desaceleração do comércio global associada à escalada na disputa comercial entre Estados Unidos e China. A agência também disse esperar que a inflação no Japão suba para 1,5% até o fim deste ano, mas ressaltou que o núcleo da inflação deve aumentar para 0,8% até o fim de 2020, abaixo da meta oficial de 2% do Banco do Japão (BoJ, na sigla em inglês).

Tópicos

Fitch Japão rating