Economia

Fitch: Não ter vendido todo o megaleilão não compromete contas do governo

O principal representante da agência de rating Fitch no Brasil, o diretor-executivo Rafael Guedes, disse que a venda abaixo do esperado no megaleilão de petróleo esta semana não compromete as contas do governo, mas que a agência dava como certos esses recursos. Ele ponderou que isso não deve afetar uma eventual revisão da nota do Brasil.

Guedes elogiou o programa de privatização do governo e as demais reformas que estão sendo anunciadas e destacou a falta de protestos com a venda da BR Distribuidora, o que indicaria que o processo está ocorrendo de maneira tranquila.

“Qualquer menção de privatização, até de tirar o cafezinho da Petrobras, a avenida Chile (onde fica a sede da Petrobras, no Rio) ficaria intransitável. Tivemos a privatização da BR Distribuidora sem nenhum ruído”, afirmou. “Tem uma série de fatores da privatização, mas sem dúvida vender ativos é bom para as contas do governo”, completou.

Veja também

+ T-Cross ganha nova versão PCD; veja preço e fotos

+Conheça os 42 anos de história da picape Mitsubishi L200

+ Remédio barato acelera recuperação de pacientes com covid-19

+As 10 picapes diesel mais econômicas do Brasil

+ Avaliação: Chevrolet S10 2021 evoluiu mais do que parece

+ Grosseria de jurados do MasterChef Brasil é alvo de críticas

+ Cozinheira desiste do Top Chef no 3º episódio e choca jurados

+ Governo estuda estender socorro até o fim de 2020

+ Pragas, pestes, epidemias e pandemias na arte contemporânea

+ Tubarão-martelo morde foil de Michel Bourez no Tahiti. VÍDEO

+ Arrotar muito pode ser algum problema de saúde?