Agronegócio

Fitch eleva rating da JBS de BB para BB+, com perspectiva estável

Crédito: Divulgação

Grupo JBS: atualização da Fitch reflete negócios resilientes da JBS e fundamentos de médio prazo, o refinanciamento de dívida implementado no ano passado (Crédito: Divulgação)

São Paulo, 16/06 – A agência de classificação de risco Fitch elevou o rating IDRs (Issuer Default Rating – Rating de Inadimplência do Emissor) de Longo Prazo em Moeda Estrangeira e Local da JBS para “BB+”, de “BB”. A Fitch também atualizou as notas seniores sem garantia asseguradas pela JBS para “BB+”, antes “BB”, além de atualizar o rating da Escala Nacional da empresa para “AAA (bra)”, de “AA+ (bra)”. A perspectiva de classificação é estável.

Os sinais vitais da JBS

‘JBS abriu 3 mil vagas em meio à pandemia’

Em nota, a Fitch informou que a atualização para “BB+” reflete negócios resilientes da JBS e fundamentos de médio prazo, o refinanciamento de dívida implementado no ano passado, que reduziu o custo de capital (5,28% no primeiro trimestre deste ano, contra 5,88% em igual período do ano passado nos EUA) e ampliou o perfil de vencimento da dívida, forte posição de liquidez e níveis moderados de alavancagem em 2020, apesar dos desafios operacionais e das fracas condições econômicas decorrentes da pandemia de coronavírus. A Fitch considera que a crise econômica deve provocar impactos negativos no desempenho da empresa, em especial no segundo trimestre, no segmento de aves nos EUA. A Fitch espera que a empresa gere mais de US $ 1 bilhão em FCF (Free Cash Flow ou Fluxo de Caixa Livre) em 2020.

Segundo a agência, o rating da JBS é limitado por uma fraca governança corporativa devido à sua estrutura acionária e incerteza, à medida que várias investigações envolvendo a JBS e seus acionistas continuam. Isso inclui procedimentos administrativos da Comissão de Valores Mobiliários e multas em potencial do Departamento de Justiça dos EUA. Essas questões legais criam incerteza quanto ao prazo e à magnitude de quaisquer multas em potencial. A JBS possui uma pontuação de governança de 5.

A Fitch destacou, no comunicado, a diversificação geográfica e de atuação da companhia, que produz carne suína, bovina e de aves e tem forte presença na América do Norte, América do Sul, Austrália e Europa. “Essa diversidade permite à empresa mitigar a volatilidade dos negócios inerente ao setor”, disse a Fitch. As exportações representaram 25,7% das vendas globais da JBS no primeiro trimestre, de acordo com a agência, e a exposição da companhia ao serviço de alimentos é de cerca de 10% no Brasil e menos de 20% nos EUA.

A agência avaliou também que a companhia possui alavancagem moderada, apesar dos desafios do setor relacionados à pandemia do coronavírus, e que a alavancagem líquida da JBS deve permanecer abaixo de 3x em 2020. Ponderou, ainda, que a paralisação temporária de fábricas nos EUA e no Brasil, bem como os custos mais altos relacionados a medidas de distanciamento social empreendidos pela empresa, pressionarão as margens em 2020. Fonte: Dow Jones Newswires.
()

Veja também

+ Sandero deixa VW Polo GTS para trás em comparativo
+ Veja os carros mais vendidos em outubro
+ Grave acidente do “Cake Boss” é tema de reportagem especial
+ Ivete Sangalo salva menino de afogamento: “Foi tudo muito rápido”
+ Bandidos armados assaltam restaurante na zona norte do RJ
+ Mulher é empurrada para fora de ônibus após cuspir em homem
+ Caixa substitui pausa no financiamento imobiliário por redução de até 50% na parcela
+ Teve o auxílio emergencial negado? Siga 3 passos para contestar no Dataprev
+ iPhone 12: Apple anuncia quatro modelos com preço a partir de US$ 699 nos EUA
+ Veja mudanças após decisão do STF sobre IPVA
+ T-Cross ganha nova versão PCD; veja preço e fotos
+MasterChef: competidora lava louça durante prova do 12º episódio’
+As 10 picapes diesel mais econômicas do Brasil
+ Cozinheira desiste do Top Chef no 3º episódio e choca jurados
+ Governo estuda estender socorro até o fim de 2020
+ Pragas, pestes, epidemias e pandemias na arte contemporânea
+ Tubarão-martelo morde foil de Michel Bourez no Tahiti. VÍDEO

+ Arrotar muito pode ser algum problema de saúde?