Geral

Físicos italianos desenvolvem fórmula para pizza perfeita

O resultado mostrou que para a pizza perfeita, tudo depende de um bom forno na temperatura ideal

Físicos italianos desenvolvem fórmula para pizza perfeita

Enquanto você imagina que físicos estão quebrando a cabeça procurando soluções para os grandes problemas da humanidade, como a iminente falta de água potável, ou mesmo a necessidade de substituir os combustíveis fósseis por reutilizáveis, eis que um grupo de físicos italianos chegam a solução para um problema mais trivial, mas tão importante quanto os citados anteriormente – ao menos na Itália.

Em estudo divulgado no começo deste ano na revista científica arXiv, os físicos Andrey Varlamov e Andreas Glatz se juntaram ao antropólogo da comida Sergio Grasso para criar o artigo “A física para assar uma boa pizza”, onde usam de todos os artifícios matemáticos para chegar a uma fórmula que pode ser aplicada para criar a redonda ideal.

O resultado mostrou que para a pizza perfeita, tudo depende de um bom forno na temperatura ideal. Como era de ser esperar, para atingir o ponto certo é preciso um bom forno a lenha, na linguagem da física, tudo depende da termodinâmica. O estudo mostra que o formato do forno faz com que a brasa no canto do forno consiga irradiar a temperatura de maneira uniforme, assando igualmente a massa. Nas condições ideias, um forno a 330 graus consegue assar uma pizza de marguerita em apenas dois minutos.

Eles foram além de também calcularam as condições ideais para assar a pizza perfeita em um forno elétrico. A extensa fórmula criada pode ser resumida a um truque simples: use a temperatura do forno a lenha, mas antes de colocar a pizza, diminua a temperatura para 230 graus por 170 segundos.

Tópicos

cálculo estudo pizza