Giro

Fiocruz encontra novo coronavírus em 94% do esgoto em Niterói

Crédito: Erasmo Salomão/Ministério da Saúde

Fundação Oswaldo Cruz: amostras foram coletadas nas quatro primeiras semanas de junho, em 29 pontos da cidade (Crédito: Erasmo Salomão/Ministério da Saúde)

Um estudo da Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) identificou a presença do novo coronavírus (covid-19) em 94% das amostras de esgoto coletadas em Niterói, na região metropolitana do Rio de Janeiro. As amostras foram coletadas nas quatro primeiras semanas de junho, em 29 pontos da cidade.

Em um mês, Centro-Oeste tem 4 vezes mais mortes por covid; Goiás impõe lockdown

Os pontos de coleta incluem quatro estações de tratamento de esgoto, dois pontos de descarte de efluentes hospitalares e redes coletoras. A média de presença do coronavírus em todas as coletas entre 15 de abril e 23 de junho é de 85%. A pesquisa deve ser feita até abril de 2021.

“Desde as análises da primeira rodada de coletas, ainda em abril, já podíamos imaginar que esse projeto evidenciaria a eficácia da metodologia no monitoramento da disseminação do vírus”, disse a chefe do Laboratório de Virologia Comparada e Ambiental da Fiocruz, Marize Pereira Miagostovich.

Veja também

+ Receita abre consulta a segundo lote de restituição de IR, o maior da história
+ Homem encontra chave de fenda em pacote de macarrão
+ Baleias dão show de saltos em ilhabela, veja fotos!
+ 9 alimentos que incham a barriga e você não fazia ideia
+ Modelo brasileira promete ficar nua se o Chelsea for campeão da Champions League
+ Cuide bem do seu motor, cuidando do óleo do motor
+ 12 dicas de como fazer jejum intermitente com segurança