Negócios

Startup de educação levantaram US$ 175 milhões em investimento

Crédito: Pexels

O levantamento foi realizado com 559 edtechs, pela Distrito (Crédito: Pexels)

As startups de educação levantaram um montante de US$ 175,5 milhões no Brasil, desde 2010. O levantamento, chamado de Distrito Edtech Report, foi realizado com 559 edtechs pela incubadora de startups Distrito.

A região sudeste lidera o ranking das regiões do País com o número desse tipo de startup, com 68%. Somente São Paulo concentra 45,3%
das edtechs do país. Na sequência estão as regiões Sul (16,4%), Nordeste (8,2%), Centro-Oeste (6,3%) e Norte (0,9%).

+ Como atrair clientes para a sua pequena empresa ou startup
+ Como tem sido 2020 para as startups brasileiras?

Ao longo de 10 anos, foram realizadas mais de 130 rodadas de investimento, sendo que a maior rodada mapeada foi avaliada em US$ 24,1 milhões para a Estratégia Concursos.

Entre as edtechs que mais se destacam no setor estão: Hotmart, Alura, Educa+ Brasil, Sanar, Passei Direto, Trybe, Geekie, Arco, Portal Educação e Descomplica.

Para selecionar as startups, o levantamento utilizou um algoritmo de scoring que leva em conta número de funcionários, faturamento presumido, funding captado e métricas de redes sociais.

Veja também

+ Carreira da Década - Veja como ingressar na carreira que faltam profissionais, mas sobram vagas
+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais
+ Mulher finge ser agente do FBI para conseguir comida grátis e vai presa
+ Zona Azul digital em SP muda dia 16; veja como fica
+ Estudo revela o método mais saudável para cozinhar arroz
+ Arrotar muito pode ser algum problema de saúde?
+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago
+ Cinema, sexo e a cidade
+ Descoberta oficina de cobre de 6.500 anos no deserto em Israel