Economia

Financiamentos de veículos novos sobem pelo 2ª vez seguida em junho, afirma B3

O número de veículos novos adquiridos por meio de financiamento subiu 0,5% em junho ante igual mês do ano passado, para 150 mil unidades, informou nesta quarta-feira, 12, a B3, empresa resultante da fusão entre BM&FBovespa e Cetip. Trata-se do segundo crescimento nesse tipo de comparação – em maio a alta foi de 10,1%, a primeira desde fevereiro de 2014.



No entanto, os resultados positivos dos dois últimos meses foram insuficientes para evitar a queda no acumulado do ano. O primeiro semestre, pressionado pelas retrações registradas nos primeiros meses do ano, terminou com queda de 3,9%, com o financiamento de 845,2 mil unidades novas.

O desempenho negativo dos financiamentos na primeira metade do ano contrasta com o crescimento, no mesmo período, do mercado como um todo, que inclui as vendas à vista. As vendas totais de veículos novos, financiadas ou não, tiveram expansão de 3,7% no período de janeiro a junho de 2017 ante igual intervalo de 2016, com o emplacamento de 1,019 milhão de unidades.

Segundo representantes do setor, as vendas financiadas ainda caem porque os bancos seguem rigorosos na hora de avaliar a concessão de crédito para um cliente. A cada dez pedidos de financiamento, apenas três têm sido aprovados. O rigor se deve ao fato de que o Brasil ainda enfrenta altas taxas de desemprego e inadimplência, o que torna mais arriscada a concessão de crédito para a compra de um veículo, cujo financiamento é feito no longo prazo.

Mesmo com os resultados positivos dos dois últimos meses, a B3, que faz o levantamento, prega cautela quanto a perspectivas de retomada. “Considerando dados da conjuntura econômica, principalmente emprego e confiança, ainda é cedo para falar na recuperação do setor”, afirma Marcus Lavorato, superintendente de Relações Institucionais da B3.

+ O economista Paulo Gala revela os caminhos para investir bem em 2022



Na comparação entre junho e maio, os financiamentos tiveram queda de 6,4%, desempenho em parte prejudicado pelo menor número de dias úteis em junho, tanto que, na média diária, a retração é reduzida para 1,9%.

Em soma que considera somente os veículos leves, que representam mais da metade do mercado, as vendas financiadas avançaram 3,4% em junho ante igual mês do ano passado, para 94,3 mil unidades. Já em relação a maio, houve recuo de 2,9%. No primeiro semestre, os financiamentos de veículos leves caíram 1,5%, para 513,3 mil unidades.


Saiba mais
+ SP: Homem morre em pé, encostado em carro, e cena assusta moradores no litoral
+ Um gêmeo se tornou vegano, o outro comeu carne. Confira o resultado
+ Reencarnação na história: uma crença antiquíssima
+ Andressa Urach pede dinheiro na internet: ‘Me ajudem a pagar a fatura do meu cartão’
+ Horóscopo: confira a previsão de hoje para seu signo
+ CNH: veja o que você precisa saber para a solicitação e renovação
+ Veja quais foram os carros mais roubados em SP em 2021
+ Expedição identifica lula gigante responsável por naufrágio de navio em 2011
+ Tudo o que você precisa saber antes de comprar uma panela elétrica
+ Agência dos EUA alerta: nunca lave carne de frango crua
+ O que se sabe sobre a flurona?
+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais
+ IPVA 2022 SP: veja como consultar e pagar o imposto