Edição nº 1147 18.11 Ver ediçõs anteriores

Financiamento na imobiliária

Financiamento na imobiliária

A concessão de crédito imobiliário tem se tornando mais simples e ágil com o uso da tecnologia. Com apenas 10 meses de existência, a Atta, proptech (startup que atua com tecnologia na área de propriedades), projeta movimentar R$ 1 bilhão neste ano por meio da sua plataforma que interliga imobiliárias, corretores e bancos para liberação de crédito ou garantias locatícias. Em 2018, a Atta gerou R$ 360 milhões em financiamentos para a casa própria e R$ 5 milhões em seguro fiança, títulos de capitalização e carta fiança. “Nossas soluções estão modernizando todas as etapas de compra e venda de imóveis, trazendo mais informação, segurança e principalmente agilidade nos processos para todos os agentes envolvidos incluindo o cliente final”, diz o CEO,0 Renato Caporrino.

(Nota publicada na Edição 1124 da Revista Dinheiro)


Mais posts

Cheiro de bons negócios

Um estudo inédito da consultoria PwC, encomendada pela International Fragrance Association (Ifra), mostra que a indústria brasileira de fragrâncias movimenta € 222 milhões (cerca de R$ 1 bilhão) por ano, impulsionada pelo crescente consumo de produtos cosméticos e de perfumaria. Em todo o mundo, o setor gera receita de € 7,2 bilhões (algo próximo a […]

Aposta pernambucana

O primeiro outlet de Pernambuco, o Recife Outlet Premium, previsto para inaugurar em outubro de 2020, já está com 50% de seu espaço [...]

O profissional do futuro

Para garantir a empregabilidade, os profissionais do futuro devem combinar familiaridade com as inovações tecnológicas, habilidades comportamentais e capacidade analítica. Isso porque a transformação digital e os avanços da tecnologia em todas as áreas e indústrias têm aumentado a competitividade das empresas, a disputa por vagas de trabalho e a exigência do aprendizado contínuo. De […]

Quem tem medo do canabidiol?

A decisão da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) de empurrar para frente a decisão sobre a regulamentação do canabidiol para uso como medicamento está gerando revolta na comunidade médica. Para a engenheira química Neide Montesano, presidente da Associação Brasileira de Marcas Próprias, existe muito desconhecimento em torno da sustância, associando a molécula à maconha. […]

Da borracha às Máquinas

Uma das mais conhecidas empresas de borracha do país e líder mundial em reforma de pneus, a gaúcha Vipal vai apostar no mercado de [...]
Ver mais