Edição nº 1147 18.11 Ver ediçõs anteriores

Fim da fila em empreendedorismo feminino

Fim da fila em empreendedorismo feminino

São Paulo, única cidade brasileira no ranking das 50 cidades mais promissoras para o empreendedorismo feminino, ocupa o fim da fila no índice Women Entrepreneur Cities (WE Cities) 2019, da Dell Technologies com o IHS Markit. No levantamento, ficou na 45a colocação, queda de três em relação à pesquisa anterior, de 2017. Para chegar aos resultados são classificados indicadores a partir de cinco pilares – acesso a Capital, Tecnologia, Talento, Cultura e Mercados. O único ponto positivo para a cidade é ser a segunda no mundo com o melhor ambiente operacional para empreendedoras, atrás de Washington (EUA). O WE Cities destacou o aumento dos investimentos locais para negócios geridos por mulheres. Das quatro latino americanas do ranking, São Paulo fica atrás de duas (Cidade do México, 29ª, e Lima, 42ª), à frente apenas de Guadalajara (46ª).

(Nota publicada na Edição 1130 da Revista Dinheiro)


Mais posts

Apple e Goldman Sachs investigados por suposta discriminação à mulher

Veja bem o que você vai postar, porque o assunto pode atrair a atenção da justiça. Pelo menos é o que aconteceu com o empresário e [...]

Globo dá um sacode

A Globo, maior grupo de mídia eletrônica do Brasil, anunciou dia 8 um processo de reestruturação que vai fundir em uma só empresa a TV Globo, os canais pagos da Globosat, a plataforma Globoplay, a Globo.Com e a Som Livre. A ideia, chamada Uma Só Globo, é não ficar para trás num mundo povoado por […]

Bye bye, restaurante

Nos próximos 10 anos, a tecnologia estará tão presente nos serviços de alimentação que a imagem de um restaurante tradicional vai ser coisa de parque temático. É o que se depreende da leitura do relatório Restaurant Industry 2030, da Associação Nacional dos Restaurantes americana. Na verdade isso já está acontecendo, dado o crescimento dos restaurantes […]

O fim dos influenciadores digitais?

A julgar pelas conclusões que o portal MediaPost tirou da recente pesquisa da consultoria Kantar sobre hábitos de consumo, os influenciadores digitais vão ficar a ver navios. Ou pelo menos não vão ter mais aquela audiência monumental. Em sua página Marketing Daily, o portal argumenta que a Geração Z, dos nascidos entre meados dos anos […]

Brasil mal no ranking de skills

(Nota publicada na Edição 1147 da Revista Dinheiro)
Ver mais