Meio ambiente

Filipinas fechará ilha de Boracay aos turistas durante seis meses

Filipinas fechará ilha de Boracay aos turistas durante seis meses

Boracay tem quase 500 establecimentos ligados ao turismo - AFP/Arquivos

O governo das Filipinas anunciou que fechará a ilha de Boracay, um importante destino de férias, aos turistas por seis meses, ante a preocupação com a poluição das águas residuais.

O presidente filipino, Rodrigo Duterte, ordenou o fechamento a partir de 26 de abril, informou o porta-voz do governo, Harry Roque, no Twitter, sem revelar mais detalhes.

Boracay é visitada por quase dois milhões de pessoas a cada ano e possui quase 500 estabelecimentos ligados ao turismo, que faturaram mais de um bilhão de dólares no ano passado.

Duterte acusou em fevereiro os hotéis, restaurantes e outros estabelecimentos da ilha pelo despejo de águas residuais no mar, que transformaria a ilha em uma “fossa”.

Alguns funcionários do governo alertaram que o sistema de drenagem da ilha estava enviando águas residuais sem tratamento para o mar.

O ministério do Meio Ambiente afirmou que 195 estabelecimentos e mais de de 4.000 clientes residenciais não estão ligados à rede de esgoto.

Veja também

+ T-Cross ganha nova versão PCD; veja preço e fotos

+Conheça os 42 anos de história da picape Mitsubishi L200

+ Remédio barato acelera recuperação de pacientes com covid-19

+As 10 picapes diesel mais econômicas do Brasil

+ Avaliação: Chevrolet S10 2021 evoluiu mais do que parece

+ Grosseria de jurados do MasterChef Brasil é alvo de críticas

+ Cozinheira desiste do Top Chef no 3º episódio e choca jurados

+ Governo estuda estender socorro até o fim de 2020

+ Pragas, pestes, epidemias e pandemias na arte contemporânea

+ Tubarão-martelo morde foil de Michel Bourez no Tahiti. VÍDEO

+ Arrotar muito pode ser algum problema de saúde?