Meio ambiente

Filipinas fechará ilha de Boracay aos turistas durante seis meses

Filipinas fechará ilha de Boracay aos turistas durante seis meses

Boracay tem quase 500 establecimentos ligados ao turismo - AFP/Arquivos

O governo das Filipinas anunciou que fechará a ilha de Boracay, um importante destino de férias, aos turistas por seis meses, ante a preocupação com a poluição das águas residuais.

O presidente filipino, Rodrigo Duterte, ordenou o fechamento a partir de 26 de abril, informou o porta-voz do governo, Harry Roque, no Twitter, sem revelar mais detalhes.

Boracay é visitada por quase dois milhões de pessoas a cada ano e possui quase 500 estabelecimentos ligados ao turismo, que faturaram mais de um bilhão de dólares no ano passado.

Duterte acusou em fevereiro os hotéis, restaurantes e outros estabelecimentos da ilha pelo despejo de águas residuais no mar, que transformaria a ilha em uma “fossa”.

Alguns funcionários do governo alertaram que o sistema de drenagem da ilha estava enviando águas residuais sem tratamento para o mar.

O ministério do Meio Ambiente afirmou que 195 estabelecimentos e mais de de 4.000 clientes residenciais não estão ligados à rede de esgoto.

+ Jaguar Land Rover: a luta contra a falta de confiança dos consumidores

Veja também

+ Carreira da Década - Veja como ingressar na carreira que faltam profissionais, mas sobram vagas
+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais
+ Mulher finge ser agente do FBI para conseguir comida grátis e vai presa
+ Zona Azul digital em SP muda dia 16; veja como fica
+ Estudo revela o método mais saudável para cozinhar arroz
+ Arrotar muito pode ser algum problema de saúde?
+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago
+ Cinema, sexo e a cidade
+ Descoberta oficina de cobre de 6.500 anos no deserto em Israel