Giro

Filipina vence o Miss International Queen, concurso de beleza para mulheres trans

Crédito: Reprodução/Divulgação

Lançado em 2004, o Miss International Queen é voltado para mulheres transgênero que foram designadas do sexo masculino no nascimento. (Crédito: Reprodução/Divulgação)



A filipina Fuschia Anne Ravena foi nomeada vencedora do Miss International Queen 2022, um concurso descrito pelos organizadores como o maior concurso de beleza do mundo para mulheres transgênero.

A empresária de 27 anos, que vem da província de Cebu, nas Filipinas, ganhou a coroa durante uma final televisionada na cidade tailandesa de Pattaya no último sábado (25).

+ Orgulho LGBTQIA+: diversos eventos celebram o dia no Rio de Janeiro

Lançado em 2004, o Miss International Queen é voltado para mulheres transgênero que foram designadas do sexo masculino no nascimento. Realizado anualmente, o evento foi cancelado em 2021 devido à pandemia de Covid-19. Esta edição foi programada para coincidir com o mês do Orgulho e teve como tema “Pride Together” (“Orgulho Juntos”).




Ravena estava entre as 23 competidoras que participaram do concurso, com a colombiana Jasmine Jimenez e a francesa Aëla Chanel terminando em segundo e terceiro, respectivamente. Ela é a terceira filipina a ganhar o título.

A final de sábado, que foi transmitida ao vivo pela televisão tailandesa, viu os competidores subirem ao palco em vestidos de noite e trajes nacionais de seus respectivos países. Em um segmento de perguntas e respostas, Ravena disse que o objetivo de ser uma rainha da beleza transgênero era “inspirar outras pessoas”.

“Sempre acho que o bem mais importante de um ser humano e de ser uma mulher trans não é apenas uma cabeça cheia de conhecimento, mas sim um coração cheio de amor e respeito, um ouvido pronto para ouvir, e mãos dispostas a ajudar outras pessoas”, disse ela no palco.


Em um vídeo publicado pelos organizadores do concurso antes do show, Ravena disse que sua transição de gênero “não foi fácil”.

“A aceitação em minha própria casa é o melhor presente que recebi ao longo da minha jornada trans”, disse Ravena, que mais tarde dedicou a vitória à mãe.

“A comunidade trans ainda tem muito a percorrer na luta pela igualdade”, acrescentou Ravena no vídeo.

Ravena recebeu 450.000 bahts tailandeses, que equivale a R$ 67.500, em prêmios em dinheiro, além de presentes de vários patrocinadores.

O Brasil foi representado por Eloá Rodrigues, moradora de São Gonçalo, no Rio de Janeiro. Sua participação no concurso repercutiu na imprensa nacional após ela desfilar vestida de Nossa Senhora Aparecida em uma das etapas da competição.