Economia

Fila de pessoas com deficiência aguardando BPC bate 500 mil

Crédito: Arquivo/IstoÉ Dinheiro

O governo está promovendo um pente-fino nos BPCs e espera cancelar 50 mil benefícios nos próximos meses (Crédito: Arquivo/IstoÉ Dinheiro)

O presidente do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS), Leonardo Rolim, afirmou nesta quarta-feira (23) que mais de 500 mil pessoas com deficiência estão aguardando o recebimento do Benefício de Prestação Continuada (BPC).

Ele disse que a culpa não é do governo federal e que a fila de espera está grande por inconsistências cadastrais. Segundo Rolim, uma portaria assinada na último dia 16 de setembro simplifica a etapa de solicitação do benefício.

+ Justiça Federal suspende trabalho presencial de médicos do INSS 
+ INSS vai aumentar capacidade de atendimento da Central 135
+ Peritos que alegam falta de condições estão mentindo, diz presidente do INSS

Apesar disso, ele comentou que a parte de “agendar a avaliação social e pericial ainda depende de um ajuste no sistema”. Em entrevista ao UOL, Rolim disse que essa etapa não deve demorar para sair.

Em relação às inconsistências cadastrais, o governo está fazendo um pente-fino e identificando pessoas que estão recebendo o BPC de forma indevida.

No ano passado foram cancelados mais de 261 mil benefícios após nova análise e para os próximos meses o governo planeja cancelar 50 mil BPCs por mês e alcançar uma economia de R$ 10 bilhões por ano.

Veja também

+ Caixa substitui pausa no financiamento imobiliário por redução de até 50% na parcela
+ Teve o auxílio emergencial negado? Siga 3 passos para contestar no Dataprev
+ iPhone 12: Apple anuncia quatro modelos com preço a partir de US$ 699 nos EUA
+ Veja mudanças após decisão do STF sobre IPVA
+ T-Cross ganha nova versão PCD; veja preço e fotos
+MasterChef: competidora lava louça durante prova do 12º episódio’
+As 10 picapes diesel mais econômicas do Brasil
+ Cozinheira desiste do Top Chef no 3º episódio e choca jurados
+ Governo estuda estender socorro até o fim de 2020
+ Pragas, pestes, epidemias e pandemias na arte contemporânea
+ Tubarão-martelo morde foil de Michel Bourez no Tahiti. VÍDEO

+ Arrotar muito pode ser algum problema de saúde?