Economia

FGV: IPC-S acelera em 6 capitais, mas fica negativo nas 7 na 1ª quadrissemana

O Índice de Preços ao Consumidor Semanal (IPC-S) ganhou tração em seis das sete capitais pesquisadas pela Fundação Getulio Vargas (FGV) na primeira quadrissemana de junho. Mesmo assim, todas as capitais pesquisadas permaneceram com taxas negativas, pela quarta semana consecutiva.

Na primeira quadrissemana de junho, o IPC-S acelerou e teve deflação de 0,36%, taxa 0,18 ponto porcentual superior à queda de 0,54% observada no fechamento do quinto mês.

Tiveram aceleração nas suas taxas São Paulo (-0,60% para -0,42%), Recife (-0,22% para -0,01%), Belo Horizonte (-0,75% para -0,57%), Brasília (-0,67% para -0,27%), Salvador (-0,39% para -0,17%) e Porto Alegre (-0,71% para -0,57%). Apenas no Rio de Janeiro a taxa ficou estável, com deflação de 0,09%.

Veja também

+ Sandero deixa VW Polo GTS para trás em comparativo
+ Veja os carros mais vendidos em outubro
+ Grave acidente do “Cake Boss” é tema de reportagem especial
+ Ivete Sangalo salva menino de afogamento: “Foi tudo muito rápido”
+ Bandidos armados assaltam restaurante na zona norte do RJ
+ Mulher é empurrada para fora de ônibus após cuspir em homem
+ Caixa substitui pausa no financiamento imobiliário por redução de até 50% na parcela
+ Teve o auxílio emergencial negado? Siga 3 passos para contestar no Dataprev
+ iPhone 12: Apple anuncia quatro modelos com preço a partir de US$ 699 nos EUA
+ Veja mudanças após decisão do STF sobre IPVA
+ T-Cross ganha nova versão PCD; veja preço e fotos
+MasterChef: competidora lava louça durante prova do 12º episódio’
+As 10 picapes diesel mais econômicas do Brasil
+ Cozinheira desiste do Top Chef no 3º episódio e choca jurados
+ Governo estuda estender socorro até o fim de 2020
+ Pragas, pestes, epidemias e pandemias na arte contemporânea
+ Tubarão-martelo morde foil de Michel Bourez no Tahiti. VÍDEO

+ Arrotar muito pode ser algum problema de saúde?