Economia

Ferraz: Exportação industrial pode ter melhor desempenho no 2º semestre

O secretário de Comércio Exterior do Ministério da Economia, Lucas Ferraz, disse que as exportações brasileiras de manufaturados podem ter um desempenho melhor no segundo semestre, a depender da recuperação dos Estados Unidos e Europa.

Ele ressaltou que as vendas externas desse tipo de produto estão em queda justamente porque têm como destinos locais muito afetados pela crise provocada pela pandemia do novo coronavírus e que são mais impactados pela queda de renda dos consumidores, o que não ocorre com os produtos agrícolas.

Em julho, o setor agropecuário teve aumento de 17,3% nas exportações. Houve queda, porém, nas vendas de produtos dos outros setores: 1,5% em indústria extrativa e 12% em bens da indústria de transformação.

“Observamos alta resiliência de nossas exportações em produtos agropecuários. Nossas exportações agrícolas vão principalmente para Ásia, que tem recuperação à frente do resto do mundo. As cadeias agrícolas foram menos afetadas pela crise e são ajudadas pelo câmbio”, analisou.



Para Ferraz, o pior da crise “parece já ter passado”. Ele ressaltou que, nas importações, houve queda generalizada em todos os setores, devido ao fato de a economia brasileira ainda estar sob os efeitos da pandemia.

Veja também
+ Como podcasts podem ajudar na educação financeira do brasileiro
+ Mistério: mulher descobre que não é a mãe biológica de seus próprios filhos
+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais
+ Chef playmate cria receita afrodisíaca para o Dia do Orgasmo
+ Mercedes-Benz Sprinter ganha versão motorhome
+ Anorexia, um transtorno alimentar que pode levar à morte
+ Agência dos EUA alerta: nunca lave carne de frango crua
+ Yasmin Brunet quebra o silêncio
+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago
+ Veja quanto custa comer nos restaurantes dos jurados do MasterChef
+ Leilão de carros e motos tem desde Kombi a Nissan Frontier 0km