Política

Ferramenta propõe ‘matches’ entre eleitores e candidatos a vereador

Crédito: reprodução/Facebook TMV

Criada em 2018, a plataforma Tem Meu Voto está de volta na corrida eleitoral para facilitar, a partir das propostas, o encontro entre eleitores e candidatos a vereadores (Crédito: reprodução/Facebook TMV)

A plataforma Tem Meu Voto, criada nas eleições de 2018, está de volta na corrida eleitoral municipal deste ano para facilitar, a partir das propostas de campanha, o encontro entre eleitores e candidatos a vereadores. “A ferramenta tem a função de apresentar novos nomes e dessa forma fortalecer a democracia permitindo uma maior diversidade de escolha na hora do voto”, disse o coordenador do projeto e empresário, André Szajman, ao Broadcast Político, sistema de notícias em tempo real do Grupo Estado.

Eleições 2020 – Confira os aplicativos da Justiça Eleitoral

O florescente negócio dos aplicativos sobre ciclo menstrual

Para conhecer candidatos com quem tem maior afinidade de ideias, o eleitor escolhe quais pautas considera prioritárias, qual seu alinhamento ideológico, se prefere um governo interventor ou não na economia e qual sua posição sobre as questões de costumes e se gostaria de votar em um candidato que não ocupa cargo eletivo. A ferramenta Tem Meu Voto, então, faz um ranking, para a cidade escolhida, de quais candidatos têm mais afinidade com as opções selecionadas pelo eleitor. Caso prefira, o internauta também pode fazer o filtro de escolha por gênero e raça.

A plataforma é gratuita, suprapartidária, independente e foi criada a partir da união de movimentos e organizações da sociedade civil. Segundo Szajman, a plataforma funciona por busca textual, sem auxílio de inteligência artificial, e depende também da participação dos candidatos para que estes preencham seus perfis. “É importante a gente fazer esse convite aos candidatos para que eles entrem na plataforma e editem seus perfis com maior quantidade de informações sobre as suas bandeiras e prioridades para quando eleitos a vereadores”, afirmou Szajman.

Entre as novidades que a ferramenta traz a partir deste ano está a possibilidade de os eleitores fazerem o acompanhamento do mandato de representantes eleitos a partir da posse em 2021. A ferramenta está disponível em www.temmeuvoto.org.

Eleições de 2018

De acordo com o coordenador da plataforma, em 2018, 85% dos acessos à plataforma foram feitos nas 24 horas finais que antecederam a votação em primeiro turno. Ao todo a plataforma computou nas últimas eleições ao Legislativo, 1,5 milhão de encontros entre eleitores e candidatos.

Veja também

+ Sandero deixa VW Polo GTS para trás em comparativo
+ Veja os carros mais vendidos em outubro
+ Grave acidente do “Cake Boss” é tema de reportagem especial
+ Ivete Sangalo salva menino de afogamento: “Foi tudo muito rápido”
+ Bandidos armados assaltam restaurante na zona norte do RJ
+ Mulher é empurrada para fora de ônibus após cuspir em homem
+ Caixa substitui pausa no financiamento imobiliário por redução de até 50% na parcela
+ Teve o auxílio emergencial negado? Siga 3 passos para contestar no Dataprev
+ iPhone 12: Apple anuncia quatro modelos com preço a partir de US$ 699 nos EUA
+ Veja mudanças após decisão do STF sobre IPVA
+ T-Cross ganha nova versão PCD; veja preço e fotos
+MasterChef: competidora lava louça durante prova do 12º episódio’
+As 10 picapes diesel mais econômicas do Brasil
+ Cozinheira desiste do Top Chef no 3º episódio e choca jurados
+ Governo estuda estender socorro até o fim de 2020
+ Pragas, pestes, epidemias e pandemias na arte contemporânea
+ Tubarão-martelo morde foil de Michel Bourez no Tahiti. VÍDEO

+ Arrotar muito pode ser algum problema de saúde?