Agronegócio

Federarroz aproveita visita de Bolsonaro para pedir ajuda ao setor

São Paulo, 3 – Arrozeiros do Rio Grande do Sul apresentaram ao presidente Jair Bolsonaro na sexta-feira, 31, quando ele visitou o Estado, pleitos para tentar minimizar o endividamento do setor. O diretor da Federação das Associações de Arrozeiros do Rio Grande do Sul, Cristiano Cabrera, citou, em nota, os problemas climáticos, o alto custo de produção e a falta de renda.

O setor destaca a situação em especial dos produtores da parte Sul do Estado e pede que seja viabilizada a renegociação do passivo desses produtores, vencido há mais de um ano.

O pedido é de um prazo para quitação de 15 anos, sem prejuízo da carência de dois anos e juros de, no máximo, 5% ao ano.

Segundo Cabrera, Bolsonaro informou que o assunto já está com a ministra da Agricultura, Tereza Cristina, e o ministro da Economia, Paulo Guedes.

Veja também

+ T-Cross ganha nova versão PCD; veja preço e fotos

+Conheça os 42 anos de história da picape Mitsubishi L200

+ Remédio barato acelera recuperação de pacientes com covid-19

+As 10 picapes diesel mais econômicas do Brasil

+ Avaliação: Chevrolet S10 2021 evoluiu mais do que parece

+ Grosseria de jurados do MasterChef Brasil é alvo de críticas

+ Cozinheira desiste do Top Chef no 3º episódio e choca jurados

+ Governo estuda estender socorro até o fim de 2020

+ Pragas, pestes, epidemias e pandemias na arte contemporânea

+ Tubarão-martelo morde foil de Michel Bourez no Tahiti. VÍDEO

+ Arrotar muito pode ser algum problema de saúde?