Finanças

“Fazemos o processo de abertura de empresas de maneira gratuita”, conta o CEO da Contabilizei

Crédito: Divulgação / Contabilizei

O objetivo da Contabilizei é oferecer todos os trâmites contábeis por um preço menor (Crédito: Divulgação / Contabilizei)

Com taxas entre R$ 100 e R$ 300, dependendo da cidade, o processo de abertura de empresas no mercado brasileiro pode ser caro para quem ainda está começando. O objetivo da Contabilizei, empresa que digitalizou a contabilidade no Brasil, é oferecer este serviço de maneira gratuita e todos os trâmites contábeis por um preço menor.

“Fazemos o processo de abertura de empresas de maneira gratuita. Depois disso, o empreendedor pode escolher um dos nossos planos para organizar toda a contabilidade e burocracia da empresa de maneira 100% online”, afirma o CEO da Contabilizei, Vitor Torres.

A startup, que atua em todo o País, também oferece conta digital gratuita, geração de notas, parcelamento de impostos e piloto automático para emissão e pagamento de tributos. Segundo Torres, os preços dos planos estão entre R$ 89 a R$ 289 mensais.

+ “Dada a incerteza política, é um momento de cautela para o investidor”, diz Carlos Kawall, diretor do Asa Investments
+ “Nossa expectativa é levemente positiva para o último trimestre”, diz Paulo Correa, CEO da C&A

“Queremos democratizar a contabilidade para micro e pequenas empresas com o uso da tecnologia. Temos um serviço de contabilidade super econômico para atingir esse objetivo. Queremos entender o que cada empresa precisa e personalizar o serviço, temos horário estendido e atendimento aos finais de semana, por exemplo”, explica o CEO.

O executivo conta ainda que a Contabilizei tem 60% mais microempresas do que um escritório comum de contabilidade, com 90% de economia nos serviços contábeis. Apesar de atender empresas com mais de 20 funcionários, a startup tem como foco empreendedores com até 10 trabalhadores.

“Em 2013, quando abrimos a empresa, o mundo não era tão digitalizado. Na época, havia 82 mil escritórios de contabilidade no Brasil, mas era muito regionalizado. Hoje, somos um desses escritórios, mas trabalhamos em mais de 50 cidades e temos mais de 20 mil clientes”, diz Torres.

Investimentos

A Contabilizei, que tem uma parceria com o Google Cloud para executar os seus serviços em nuvem, já participou de quatro rodadas de investimentos de 2014 a 2018. A startup tem investidores como o Banco Mundial, fundos de Nova York, nos EUA, e da Europa, além do aporte dos fundadores do Mercado Livre.

“Já levantamos mais de R$ 100 milhões em investimentos. Na nossa última rodada, queríamos adicionar algumas soluções de serviços financeiros à nossa plataforma. Isso era um problema para alguns dos nossos clientes que agora têm uma conta digital integrada com os nosso serviços”, ressalta Torres.

Atualmente, a Contabilizei tem mais de 400 funcionários e espera chegar ao final do ano com cerca de 50 novas contratações. A empresa tem dobrado de tamanho a cada ano desde 2016 e espera manter o ritmo de crescimento nos próximos períodos. A meta é crescer 200% na soma de 2020 e 2021.

Veja também

+ Caixa substitui pausa no financiamento imobiliário por redução de até 50% na parcela
+ Teve o auxílio emergencial negado? Siga 3 passos para contestar no Dataprev
+ iPhone 12: Apple anuncia quatro modelos com preço a partir de US$ 699 nos EUA
+ Veja mudanças após decisão do STF sobre IPVA
+ T-Cross ganha nova versão PCD; veja preço e fotos
+MasterChef: competidora lava louça durante prova do 12º episódio’
+As 10 picapes diesel mais econômicas do Brasil
+ Cozinheira desiste do Top Chef no 3º episódio e choca jurados
+ Governo estuda estender socorro até o fim de 2020
+ Pragas, pestes, epidemias e pandemias na arte contemporânea
+ Tubarão-martelo morde foil de Michel Bourez no Tahiti. VÍDEO

+ Arrotar muito pode ser algum problema de saúde?