Negócios

Faturamento de streaming deve superar bilheterias de cinema em 2019

Estudo da Amperer Analysis apontou que empresas arrecadarão US$ 46 bilhões, contra US$ 40 bilhões dos cinemas

Crédito: Divulgação

O faturamento dos serviços de streaming deve ultrapassar o das bilheterias de cinemas pela primeira vez em todo o mundo, em 2019. De acordo com estudo da Amperer Analysis, empresas como Netflix, Amazon Prime Video e HBO Go projetam arrecadar US$ 46 bilhões (R$ 180 bilhões), contra US$ 40 bilhões (R$ 156 bilhões) dos cinemas.

Dentro dos Estados Unidos, o streaming já superou a arrecadação das bilheterias de cinema. O estudo aponta que o mesmo deve ocorrer em outras partes do mundo no próximo ano, como no Reino Unido e na China.

De acordo com o estudo, a reversão é consequência da constante queda nas mensalidades de streaming e a estagnação nos ingressos de cinema. Na pesquisa foi revelado que o preço médio do bilhete para um filme é mais elevado que o mensal pago pelos assinantes dos serviços. No Japão, o preço chega ao dobro, e na Alemanha é 50% mais elevado.

“A chave para o cinema é entender que, embora os assinantes de streaming sejam mais ávidos por frequentar cinema, isso pode não ser sempre o caso. Portanto, a experiência compartilhada de assistir a um filme na tela grande deve permanecer sedutora, e a um preço realista”, disse Toby Holleran, analista sênior da Ampere Analysis.

 

 

+ Jaguar Land Rover: a luta contra a falta de confiança dos consumidores

Veja também

+ Carreira da Década - Veja como ingressar na carreira que faltam profissionais, mas sobram vagas
+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais
+ Mulher finge ser agente do FBI para conseguir comida grátis e vai presa
+ Zona Azul digital em SP muda dia 16; veja como fica
+ Estudo revela o método mais saudável para cozinhar arroz
+ Arrotar muito pode ser algum problema de saúde?
+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago
+ Cinema, sexo e a cidade
+ Descoberta oficina de cobre de 6.500 anos no deserto em Israel