Giro

‘Fase emergencial começa a dar resultados’, afirma vice-governador de SP

O governador João Doria (PSDB) decidiu que o Estado de São Paulo vai para a Fase Vermelha a partir da próxima segunda-feira, 12, apesar de o Centro de Contingência, que reúne especialistas da saúde, ter recomendado em reunião na noite de quinta-feira (8)que São Paulo continue na fase emergencial. A nova etapa do plano vai até o dia 19.

Na prática, a mudança libera escolas públicas e particulares para abrir na segunda-feira. Números que mostram a desaceleração da ocupação de leitos de UTI, abaixo de 89%, justificariam a tese de integrantes do governo. Segundo fontes, há ainda a intenção do governo de dar mais esperança e perspectiva para os setores fechados, como o comércio. Já os cientistas acreditam que os números são ainda altos demais para uma evolução e que ela passaria uma mensagem à população de que já se pode relaxar.

“A medida tomada nesta manhã, em diálogo com o Centro de Contingência, mostra claramente que a fase emergencial começa a dar resultados”, justificou o vice-governador Rodrigo Garcia. De acordo com Paulo Menezes, coordenador do Centro, a projeção do governo estadual é a de que algumas regiões possam regredir para a fase laranja, que prevê a abertura seletiva do comércio, a partir do final do mês, na transição entre abril e maio. “Não estamos entendendo isso como um relaxamento, mas como um avanço em relação às medidas emergenciais da fase emergencial. Elas são tomadas com base nos dados, na ciência, mas principalmente nas projeções”, afirmou Garcia.

Os índices utilizados por ele para fundamentar a regressão à fase vermelha são o aumento da vacinação no Estado, que teve o envase da Coronavac temporariamente paralisado este mês; a ampliação de leitos de UTI, que mesmo após a abertura de 6,5 mil novas vagas nos últimos 90 dias se manteve com taxa de ocupação acima dos 90% no início desta semana, chegando hoje a 88,3%; e o aumento do isolamento social, que ainda na quarta-feira, 7, estava em apenas 44% – bem abaixo do ideal de 60% almejado pelo governo.



Escolas

Com a Fase Vermelha, as escolas públicas e particulares podem voltar a receber 35% dos alunos por dia. Apesar de já poderem abrir na Fase Emergencial, porque um decreto estadual definiu Educação como setor essencial, muitos prefeitos barraram as escolas nesta etapa mais crítica da pandemia. Na capital, o prefeito Bruno Covas (PSDB) já autorizou a volta na segunda-feira se o Estado sair da Fase Emergencial.

Veja também
+ Casamento de Ana Maria Braga chega ao fim após marido maltratar funcionários, diz colunista
+ Conheça a eficácia de cada vacina no combate à Covid-19
+ Veja fotos de Karoline Lima, novo affair de Neymar
+ Lázaro Barbosa consegue fugir de novo da polícia após tiroteio
+ Gracyanne Barbosa dança pole dance com novo visual
+ Agência dos EUA alerta: nunca lave carne de frango crua
+ Após processar nora, mãe de Medina a acusa de ter destruído sua casa; veja fotos
+ Yasmin Brunet quebra o silêncio
+ Fondue de chocolate com frutas fácil de fazer
+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago