Negócios

Faesp pede mais esforços diplomáticos para solução do embargo chinês a carne

A Faesp fez um apelo Ministério da Agricultura e ao Ministério das Relações Exteriores para que os esforços diplomáticos para a retomada das exportações de carne bovina à China sejam intensificados. O pedido consta em ofícios enviados às pastas e assinado pelo presidente da entidade, Fábio Meirelles. A entidade ressalta que não há motivos técnicos para a permanência do embargo chinês, após as conclusões apresentadas pela Organização Mundial de Saúde Animal (OIE) sobre os dois casos atípicos do “mal da vaca louca” no País.



“Haverá significativos prejuízos com a manutenção do embargo, responsável por acentuar a queda no preço dos animais de abate e com poucas perspectivas de solução em curto prazo, considerando que o ambiente de especulação ganha força e pressiona os pecuaristas”, afirmou Meirelles.

Ontem, o Ministério da Agricultura informou que a ministra Tereza Cristina enviou uma carta ao ministro-chefe da Administração Geral de Alfândegas da China (Gacc, na sigla em inglês), na qual se colocou à disposição para tratar pessoalmente sobre o embargo às exportações de carne bovina brasileira ao país asiático. Hoje, a pasta esclareceu que não houve atualização das negociações e que nenhuma nova orientação foi emitida.


Veja também
+ Horóscopo: confira a previsão de hoje para seu signo
+ Vídeo: Motorista deixa carro Tesla no piloto automático e dorme em rodovia de SP
+ Vale-alimentação: entenda o que muda com novas regras para benefício
+ Veja quais foram os carros mais roubados em SP em 2021
+ Expedição identifica lula gigante responsável por naufrágio de navio em 2011
+ Tudo o que você precisa saber antes de comprar uma panela elétrica
+ Descoberto na Armênia aqueduto mais oriental do Império Romano
+ Agência dos EUA alerta: nunca lave carne de frango crua
+ Passageira agride e arranca dois dentes de aeromoça
+ Gel de babosa na bebida: veja os benefícios
+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais
+ Lago Superior: a melhor onda de água doce do mundo?