Negócios

Facebook tem lucro de US$ 11,22 bilhões no 4º trimestre

O Facebook registrou lucro líquido de US$ 11,22 bilhões no quarto trimestre de 2020, um aumento de 52,6% em relação ao resultado divulgado pela companhia em igual período do ano anterior, de lucro de US$ 7,35 bilhões. O lucro por ação da empresa ficou em US$ 3,88, em alta anual de 51,5% e acima das projeções de analistas consultados pela FactSet, que esperavam lucro ajustado a US$ 3,19.

A receita da gigante de tecnologia foi de US$ 28,07 bilhões, um avanço ante os US$ 21,08 bilhões do quarto trimestre de 2019.

O Facebook informou que seus usuários diários ativos ficaram em 1,84 bilhões na média de dezembro de 2020, um crescimento anual de 10,8%.

Mesmo com os bons números, a ação da gigante de tecnologia tinha alta modesta de 0,28% no after hours de Nova York, às 18h32 (de Brasília), após a companhia citar incertezas para os negócios no futuro.



Segundo comunicado divulgado ao mercado, o Facebook espera que as taxas de crescimento anuais no 1º e 2º trimestres de 2021 serão afetadas pela queda nas receitas de publicidade ao longo da pandemia.

A companhia cita ainda o possível impacto das mudanças de plataformas, em específico o IOS 14, da Apple. Há ainda incertezas quanto a viabilidade das transferências de dados continentais em meio às regulações digitais planejadas pela União Europeia (UE).

*Com informações da Dow Jones Newswires

Veja também

+ 5 benefícios do jejum intermitente além de emagrecer
+ Jovem morre após queda de 50 metros durante prática de Slackline Highline
+ Conheça o phloeodes diabolicus "o besouro indestrutível"
+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais
+ Mulher finge ser agente do FBI para conseguir comida grátis e vai presa
+ Zona Azul digital em SP muda dia 16; veja como fica
+ Estudo revela o método mais saudável para cozinhar arroz
+ Arrotar muito pode ser algum problema de saúde?
+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago
+ Cinema, sexo e a cidade
+ Descoberta oficina de cobre de 6.500 anos no deserto em Israel