Ciência

Facebook desafia YouTube ao incorporar vídeos musicais em sua plataforma

Facebook desafia YouTube ao incorporar vídeos musicais em sua plataforma

O Facebook terá clipes musicais em sua plataforma para concorrer com o YouTube - AFP/Arquivos

O Facebook anunciou nesta sexta-feira (31) a incorporação de vídeos musicais licenciados em sua rede social nos Estados Unidos, em competição direta com o YouTube, que concentra a maior parte do tráfico de clipes de cantores e músicos na internet.

Os usuários poderão acessar clipes de músicas oficiais no Facebook, que oferecerá conteúdo de artistas do mundo todo.

“Com clipes oficiais no Facebook, estamos criando novas experiências que vão além só assistir ao vídeo”, declarou o vice-presidente de Desenvolvimento da rede social, Vijaye Raji.

“Continuaremos trabalhando com nossos sócios para construir uma experiência social única e levar a música a formas em que as pessoas se conectem e compartilhem”.

O serviço de “music experience” do Facebook já está disponível na Índia e na Tailândia, e fará sua estreia neste fim de semana nos Estados Unidos.

Também haverá listas temáticas, como nos serviços de streaming (Spotify, Deezer).

A rede social lançou este serviço nos Estados Unidos em associação com gravadoras como Sony Music Group, Universal Music Group, Warner Music Group e BMG.

Os clipes contribuíram em peso para o crescimento do YouTube, a plataforma de vídeos do Google que conta com mais de dois bilhões de usuários mensais.

Veja também

+ Funcionário do Burger King é morto por causa de demora em pedido

+ Cozinheira desiste do Top Chef no 3º episódio e choca jurados

+ Governo estuda estender socorro até o fim de 2020

+ Bolsonaro veta indenização a profissionais de saúde incapacitados pela covid-19

+ Nascidos em maio recebem a 4ª parcela do auxílio na quarta-feira (05)

+ Tubarão-martelo morde foil de Michel Bourez no Tahiti. VÍDEO

+ Arrotar muito pode ser algum problema de saúde?