Tecnologia

Facebook abre caminho no setor de videogames por streaming

Crédito: AFP/Arquivos

Será possível acessar vários videogames gratuitos sem a necessidade de baixá-los da plataforma, alinhando-se aos lançamentos recentes de outras empresas (Crédito: AFP/Arquivos)

O Facebook anunciou nesta segunda-feira (26) que a partir de agora será possível acessar vários videogames gratuitos sem a necessidade de baixá-los da plataforma, alinhando-se aos lançamentos recentes de outras grandes empresas americanas do setor digital.

Diferentemente de Google e Amazon, no entanto, a gigante das redes sociais não apresenta um serviço completo, mas oferece aos usuários a possibilidade de acessar certos títulos na nuvem, tanto do aplicativo móvel do Facebook quanto de um navegador da internet.

+ Governo fará nova redução em imposto sobre videogames    
+ Microsoft compra gigante dos videogames para enfrentar Sony 

“Nenhum material, nem nenhum comando de jogos são necessários: suas mãos são os comandos, já que começamos com os videogames especificamente desenvolvidos para smartphones”, explicou em um artigo para um blog Jason Rubin, vice-presidente do departamento de Jogos do Facebook.



Cinco títulos estão disponíveis no lançamento da versão beta do “Facebook Gaming” nos Estados Unidos: um jogo de corrida (Asphal 9: Legends), um de golfe (PGA TOUR Golf Shootout), outro de RPG (Mobile Legends: Adventure) e dois jogos de cartas (Solitaire: Arthur’s Tale e WWE SuperCard).

Os games são gratuitos, mas contêm opções de compra integradas no aplicativo, bem como anúncios.

São acessíveis na internet e em dispositivos equipados com o sistema operacional móvel Android, da Google, mas por enquanto não estão disponíveis para o iOS da Apple.

A marca da maçã também trabalha atualmente no setor dos videogames em sua loja de aplicativos, a AppStore, através da qual recebe comissões pagas pelos editores.

Um sistema equivalente existe na Play Store, da Google, mas o grupo também autoriza os usuários de aparelhos equipados com Android a recorrer a outras lojas virtuais.

As grandes empresas americanas de tecnologia manifestam um interesse crescente nos videogames por streaming, como demonstram os lançamentos nos últimos meses das plataformas Stadia, da Google, e Luna, da Amazon.

Veja também
+ Até 2019, havia mais gente nas prisões do que na bolsa de valores do Brasil
+ Geisy reclama de censura em rede social: “O Instagram tá me perseguindo”
+ Gel de babosa na bebida: veja os benefícios
+ Nicole Bahls já havia sido alertada sobre infidelidade do ex-marido
+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais
+ Chef playmate cria receita afrodisíaca para o Dia do Orgasmo
+ Mercedes-Benz Sprinter ganha versão motorhome
+ Anorexia, um transtorno alimentar que pode levar à morte
+ Agência dos EUA alerta: nunca lave carne de frango crua
+ Yasmin Brunet quebra o silêncio
+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago