Edição nº 1122 24.05 Ver ediçõs anteriores

F.biz cresce na dificuldade

F.biz cresce na dificuldade

A agência de comunicação F.biz, parte do grupo britânico WPP, fechou 2018 com crescimento acima de 10% em receita e rentabilidade. O número contrasta com o ano difícil para a publicidade, marcado pela fusão entre operações de grandes redes de agências e o fim da tradicional marca DM9. A F.Biz também conquistou clientes como Popeyes, Clear Corretora, Mobil e Rexona (foto da campanha acima). Para 2019, a novidade é uma estrutura mais robusta. O sócio e CEO Roberto Grosman divide desde janeiro as suas funções com Fernand Alphen, contratado como co-CEO, e a vaga de executivo-chefe de criação ainda está aberta. “Passei seis meses tentando convencer o Fernand a vir para a empresa”, diz Grosman. Num primeiro momento, o foco de Alphen, ex-F/Nazca e JWT, estará em melhorar a entrega de campanhas para os clientes e em buscar formas de gerar crescimento nas contas existentes. “A agência deve oferecer serviços de acordo com o que o cliente precisa. Se fica tentando encaixar as ofertas nas suas capacidades, fica estreito.”

(Nota publicada na Edição 1111 da Revista Dinheiro, com colaboração de: Carlos Eduardo Valim e Felipe Mendes)


Mais posts

“O Brasil vai voltar a atrair investimentos”

Entrevista Jorge Apaez, CEO do Grupo IHG para América Latina O executivo mexicano Jorge Apaez, CEO do grupo hoteleiro IHG na América [...]

Alguém ganhou com o IPO da Uber

A malfadada abertura de capital da Uber, cujas ações despencaram 9% em apenas uma semana, gerou efeitos colaterais positivos para uma [...]

Quer pagar quanto?

Os brasileiros estão, cada vez mais, descobrindo as vantagens das empresas digitais de renegociação de dívidas. Tanto é que a [...]

Maconha liberada, lucro bilionário

Se fosse liberado, o mercado de cannabis acessível (maconha regulamentada e lícita) movimentaria cerca de US$ 2,4 bilhões no Brasil, [...]

O app de quem não tem plano

Pelos cálculos do Minis-tério da Saúde, uma consulta médica pelo SUS pode demorar mais de 12 meses em várias regiões do País. Ao [...]
Ver mais

Copyright © 2019 - Editora Três
Todos os direitos reservados.

Nota de esclarecimento A Três Comércio de Publicaçõs Ltda. (EDITORA TRÊS) vem informar aos seus consumidores que não realiza cobranças por telefone e que também não oferece cancelamento do contrato de assinatura de revistas mediante o pagamento de qualquer valor. Tampouco autoriza terceiros a fazê-lo. A Editora Três é vítima e não se responsabiliza por tais mensagens e cobranças, informando aos seus clientes que todas as medidas cabíveis foram tomadas, inclusive criminais, para apuração das responsabilidades.