Agronegócio

Exportações de petróleo do Brasil caem 28% em junho

Exportações de petróleo do Brasil caem 28% em junho

Funcionário segura amostra de petróleo.



SÃO PAULO (Reuters) – As exportações de petróleo bruto do Brasil atingiram 5,88 milhões de toneladas em junho, queda de 27,7% ante igual período do ano anterior, mostraram dados da Secretaria de Comércio Exterior (Secex) nesta sexta-feira, em momento em que o setor amplia o refino no país para lidar com preocupações sobre o abastecimento.

A receita com os embarques, no entanto, recuou em proporção menor e somou 3,63 bilhões de dólares, baixa de 2,94% comparada a junho do ano passado, diante do avanço nos preços do combustível fóssil no mercado internacional.

A guerra entre Rússia e Ucrânia impulsionou as cotações externas do petróleo e gerou um aperto na oferta mundial de combustíveis, visto que os russos estão entre os principais fornecedores globais e sofrem sanções ocidentais.

No Brasil, o volume de petróleo refinado cresceu 13,4% no acumulado entre janeiro e maio, conforme dados da Agência Nacional de Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP) divulgados nesta semana, em uma estratégia para atravessar o cenário desafiador.




Ainda segundo o levantamento do governo federal, as exportações de açúcar recuaram 14,34% em junho no comparativo anual, para 2,36 milhões de toneladas, mas representaram uma melhora em relação a maio, quando o país embarcou 1,58 milhão de toneladas, à medida que caminha a moagem de cana da safra 2022/23 iniciada em abril.

Na ponta positiva, os dados da Secex indicaram que os embarques de café verde subiram 3,77% para 180,87 mil toneladas (3,01 milhões de sacas de 60 kg) em junho, apesar de um atraso na safra nacional.

Vale lembrar que, em maio, o Conselho dos Exportadores de Café (Cecafé) disse que havia sinais de “leve” melhora nas condições logísticas para as vendas externas do produto, o que poderia colaborar para avanço nas exportações.


tagreuters.com2022binary_LYNXMPEI60207-BASEIMAGE