Finanças

Expert XP 2022 mira na diversidade: saiba por que esse tipo de agenda transforma o evento num grande festival pop

Expert 2022 reúne 30 mil visitantes e coloca a diversidade como novo mantra dos investidores.

Crédito: divulgação XP Expert 2022

Não chega a ser um Rock in Rio ou uma edição do Lollapalooza, festivais consagrados e que reúnem multidões. Mas a Expert XP tem transformado cada vez mais a cultura do investimento num evento pop. E isso é louvável. Os dois dias de agenda (3 e 4 de agosto) atraíram 30 mil visitantes. Quem sai da feira carrega uma certeza: o brasileiro quer investir. Apesar (ou por causa) de todos os solavancos do mercado, a pessoa física não desistiu de procurar o melhor para o seu dinheiro.

A feira tem por tradição convidar participantes estrelados. Desta vez foi a ex-primeira-ministra do Reino Unido Theresa May. Numa conferência virtual, ela focou sua palestra na geopolítica. “Era difícil identificar as consequências do Brexit até o momento, porque houve um grande impacto com a pandemia. Mas agora estamos vendo um impacto real do Brexit”, afirmou.

As maiores atenções, no entanto, recaem em mesas como a Transformando o Futuro do Brasil, que reuniu entre outros o fundador e presidente do Conselho do grupo XP Inc, Guilherme Benchimol, o fundador da 3G Capital, Carlos Alberto Sicupira, e o presidente do iFood, Fabrício Bloisi. Sicupira tratou de um dilema clássico para as grandes empresas: perpetuar uma cultura de dono e atitude de startup. “É preciso manter a humildade para saber o que você precisa de novo e [descobrir] o que você não sabe”, afirmou. Benchimol reforçou, e disse que “quem faz o Brasil acontecer são os empreendedores”.

Esse tipo de reflexão atrai investidores comuns e que aproveitam a feira para ter uma relação melhor com as corretoras e analistas de investimentos. É o caso da bancária Caroline Augusto, de 35 anos. A investidora, que fez seu primeiro aporte há dez anos, foi convidada por seu assessor de investimentos. “Acho que a feira é muito interessante para a gente ter um contato mais direto com quem cuida do nosso dinheiro, o que pode trazer mais confiança”, disse Caroline. Atualmente, a maior parte de seu capital está aplicado na renda fixa. A explicação é a alta dos juros, que subiram para 13,75% ao ano na quarta-feira (3).

AO GRANDE PÚBLICO Guilherme Benchimol, fundador da XP, fez a fala de abertura na Expert XP. (Crédito:divulgação XP Expert 2022)

Já o engenheiro e administrador de empresas Acácio Campos começou a investir também há dez anos, quando tinha 48 anos de idade. Suas aplicações têm como foco a aposentadoria. Ele reconhece que já teve muitos prejuízos. “Eu era focado mais em ganhar dinheiro com a valorização dos ativos. Agora estou em busca de dividendos para não vender patrimônio e ter renda passiva”, disse Campos.

São investidores como o engenheiro Campos e a bancária Caroline que estão sendo atraídos ao evento que cada vez mais busca a multiplicidade de vozes e temas. Uma das palestras, Diversidade versus Inovação: Como a Pluralidade Potencializa os Resultados, tocou na ferida. Nela se discutiu sobre a inclusão de pessoas negras no mercado de trabalho. Um dos membros da banca, CEO e fundador da Black Influence, Ricardo Silvestre, disse acreditar que a população negra ainda é muito marginalizada no Brasil. Para ele, as empresas devem fazer investimentos em diversidade para ter uma maior rentabilidade. “A diversidade é uma aliada de negócios”, afirmou Silvestre.

EMPRESAS Mas não apenas investidores comuns são atraídos. Para as empresas que ocupavam os mais de 150 estandes, o evento é visto como uma oportunidade fenomenal. Essa era a expectativa do Banco Daycoval. Segundo a representante da companhia, Geisi Panontin, o principal motivo para o banco estar lá é a captação de clientes. Para ela, a instituição financeira é muito conhecida por empréstimo para empresas e o foco agora é ampliar a base de clientes pessoa física. “Atualmente, temos R$ 11,59 bilhões sob a nossa custódia em nossos fundos. O objetivo é terminar o ano com R$ 15 bilhões”, disse.

Já a Levante tem como objetivo manter uma boa imagem com os clientes. De acordo com o CEO da operação de Varejo, Bruno Santos, a proposta do estande é trazer um material educativo para os interessados nos serviços. “A proposta é levar educação financeira com algumas dicas para o investidor, deixando o consumidor com uma boa imagem da empresa”, disse Santos.

Esse tipo de oportunidade para as companhia e conhecimento para a pessoa física faz da Expert XP um evento que só tende a ficar maior. Porque traz na essência a formação e a educação. Como diz Silvestre, o CEO da Black Influence, esse mundo [do investimento] ainda é muito mistificado para a maioria da população brasileira. “Não temos aula de educação financeira nas escolas brasileiras, o que deixa o tema complicado para grande parte da população”, disse. Tornar pop o assunto é uma maneira de mudar essa realidade.