Negócios

Executivos de atacado e varejo do Itaú Unibanco pedem demissão

Crédito: Reprodução/Itaú Unibanco

Itaú Unibanco: no acumulado do ano, Itaú ainda é o terceiro colocado (Crédito: Reprodução/Itaú Unibanco)

O Itaú Unibanco passa por uma reformulação na maioria de seus cargos de liderança. Dos seis principais comandantes, quatro deixarão o banco, segundo informações. O CEO do Itaú BBA (banco de atacado), Caio Ibrahim, e o diretor-geral de varejo, Márcio Schettini, pediram demissão, nesta quinta-feira (5).

Entre as principais saídas está a de Cândido Bracher, atual CEO do Itaú Unibanco. O seu sucessor será Milton Maluhy Filho. No entanto, o novo executivo assume apenas em fevereiro de 2021. Schettini e Ibrahim eram dois dos nomes cotados para assumir o cargo de Bracher e vão ficar na instituição também até fevereiro, segundo a Folha de São Paulo.

+ Itaú e XP investimentos desfazem amizade
+ Após comprar briga pública com a XP, Itaú busca porta de saída da corretora

Além de Bracher, Ibrahim e Schettini, Cláudia Politanski, vice-presidente de recursos humanos, já havia comunicado sua decisão de sair, segundo a Exame, por outros motivos, antes do anúncio do novo CEO.

Veja também

+ Carreira da Década - Veja como ingressar na carreira que faltam profissionais, mas sobram vagas
+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais
+ Mulher finge ser agente do FBI para conseguir comida grátis e vai presa
+ Zona Azul digital em SP muda dia 16; veja como fica
+ Estudo revela o método mais saudável para cozinhar arroz
+ Arrotar muito pode ser algum problema de saúde?
+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago
+ Cinema, sexo e a cidade
+ Descoberta oficina de cobre de 6.500 anos no deserto em Israel