Negócios

Executiva da Nike pede demissão após filho se envolver com revenda

Crédito: Reprodução/West Coast Streetwear

Filho da executiva mantinha um negócio chamado West Coast Streetwear para fazer a revenda dos calçados (Crédito: Reprodução/West Coast Streetwear)

A vice-presidente e gerente geral da Nike, Ann Hebert, pediu demissão, nesta segunda-feira (1º), dias após uma notícia de que seu filho de 19 anos, Joe, usou um cartão de crédito em seu nome para comprar tênis para uma revenda.

Joe teria se beneficiado da pandemia do coronavírus e adquirido os até 600 pares de tênis da marca a fim de que o produto se esgotasse. Desta maneira, ele poderia revender os calçados com lucro.

+ Diretor do FBI defende papel da agência antes de ataque ao Capitólio

Segundo o Usa Today, Joe Hebert teria gasto mais de US$ 100 mil no cartão de crédito de sua mãe para comprar sapatos de edição limitada antes de vendê-los para o lucro.

Ann trabalhou para a Nike por 25 anos. Em sua passagem, acumula experiência de várias funções internacionais. Também ajudou a chefiar a divisão da empresa na América do Norte.

A Nike informou, segundo o Usa Today, que planeja anunciar um novo executivo para substituir Ann nos próximos dias.

Veja também

+ Carreira da Década - Veja como ingressar na carreira que faltam profissionais, mas sobram vagas
+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais
+ Mulher finge ser agente do FBI para conseguir comida grátis e vai presa
+ Zona Azul digital em SP muda dia 16; veja como fica
+ Estudo revela o método mais saudável para cozinhar arroz
+ Arrotar muito pode ser algum problema de saúde?
+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago
+ Cinema, sexo e a cidade
+ Descoberta oficina de cobre de 6.500 anos no deserto em Israel