Mundo

Ex-policial de Mineápolis pede novo julgamento após condenação por morte de George Floyd

Ex-policial de Mineápolis pede novo julgamento após condenação por morte de George Floyd

Derek Chauvin

Por Brendan O’Brien

(Reuters) – O ex-policial da cidade norte-americana de Mineápolis Derek Chauvin pediu nesta terça-feira um novo julgamento, segundo registros do tribunal, duas semanas depois que ele foi considerado culpado de homicídio pela morte de George Floyd.

Em uma série de moções apresentada ao juiz distrital Peter Cahill, o advogado de Chauvin, Eric Nelson, disse que seu cliente foi privado de um julgamento justo, acrescentando que houve improbidade da promotoria e do júri, erros jurídicos e que o veredicto era contrário à lei.

Em 20 de abril, um júri de 12 membros considerou Chauvin, de 45 anos, culpado em todas as três acusações que enfrentou depois de três semanas de depoimentos de 45 testemunhas, incluindo transeuntes, policiais e especialistas médicos.

(Reportagem de Brendan O’Brien em Chicago)

tagreuters.com2021binary_LYNXMPEH431C1-BASEIMAGE

Veja também

+ Carreira da Década - Veja como ingressar na carreira que faltam profissionais, mas sobram vagas
+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais
+ Mulher finge ser agente do FBI para conseguir comida grátis e vai presa
+ Zona Azul digital em SP muda dia 16; veja como fica
+ Estudo revela o método mais saudável para cozinhar arroz
+ Arrotar muito pode ser algum problema de saúde?
+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago
+ Cinema, sexo e a cidade
+ Descoberta oficina de cobre de 6.500 anos no deserto em Israel