Giro

Europa se tornou epicentro da pandemia, vírus é forte e não se sabe pico, diz OMS

A Organização Mundial de Saúde (OMS) informou, nesta sexta-feira, 13, que a Europa se tornou o epicentro da pandemia de coronavírus, com maior número de infectados e mortos. A OMS, no entanto, alertou que não é o momento para discriminação nem pânico, mas de concentrar ações para estancar a propagação do vírus.

No mundo, há 132 mil casos de coronavírus confirmados, com mais de 5 mil mortes.

Segundo a OMS, não é possível prever o que vai acontecer em relação à pandemia e quando será o pico.

“Sempre há risco dos casos subirem novamente após um pico, é um vírus forte e perigoso”, disse a OMS. “Cada dólar doado pode ajudar a salvar vidas”, acrescentou.

E acrescentou: “Nossa orientação a todos os governos é: encontrem o vírus, isolem, testem e tratem todos os casos.”

Veja também

+ Carreira da Década - Veja como ingressar na carreira que faltam profissionais, mas sobram vagas
+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais
+ Mulher finge ser agente do FBI para conseguir comida grátis e vai presa
+ Zona Azul digital em SP muda dia 16; veja como fica
+ Estudo revela o método mais saudável para cozinhar arroz
+ Arrotar muito pode ser algum problema de saúde?
+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago
+ Cinema, sexo e a cidade
+ Descoberta oficina de cobre de 6.500 anos no deserto em Israel