Turismo

Europa reabre para turistas; confira as regras para entrada de brasileiros

Crédito: Arquivo / Agência Brasil

Países como França, Finlândia e Suíça já estão aceitando a entrada de turistas vindos do Brasil totalmente vacinados. (Crédito: Arquivo / Agência Brasil)

Até há pouco tempo, o turista brasileiro ou vindo do Brasil teve a entrada vetada em muitos países por causa da grande quantidade de casos de corononavírus, do surgimento de novas variantes, além da lenta vacinação em terras brasileiras. Agora, na Europa, alguns países reabriram as fronteiras para turistas que tomaram as duas doses ou apenas uma, mesmo sem passaporte europeu, visto ou autorização de residência europeia.

Países como França, Finlândia e Suíça já estão aceitando a entrada de turistas vindos do Brasil totalmente vacinados. A Irlanda permite a entrada de qualquer viajante brasileiro, vacinado ou não, informa o portal alemão Deutsche Welle.

Na Alemanha, Espanha, Reino Unido, Portugal, Itália e Holanda só pode entrar quem atende algumas exigências, como ser cidadão de países membros da União Europeia.

+ Autorização de viagem para menores de 16 anos pode ser feita online



Não é garantido que o turista vindo do Brasil totalmente vacinado e que desembarcou em algum país que reabriu a fronteira, como a França, conseguirá entrar em outros países europeus. Cada país tem suas regras. É importante que o viajante observe as regras do país onde fará escala para chegar ao destino final.

Confira abaixo os requisitos de entrada em alguns países:

Alemanha

Está proibida a entrada de viajantes vindos do Brasil e de outros países com forte presença de variantes mais transmissíveis do novo coronavírus. A exceção é apenas para cidadãos alemães e seus cônjuges, e filhos menores, pessoas que tenham residência e direito de permanência no país. Os viajantes que permaneceram no Brasil nos últimos dez dias devem se registrar no site antes de chegar à Alemanha.

Espanha

Viagens de turistas brasileiros ainda não estão permitidas, mesmo que o passageiro esteja totalmente vacinado. Os voos diretos do Brasil para a Espanha só podem transportar passageiros que sejam cidadãos espanhóis e andorranos. É possível fazer escala na Espanha para seguir para países que permitem a entrada de brasileiros totalmente vacinados, como a Suíça e França.

A partir de 3 de agosto, a Espanha vai liberar a entrada de brasileiros totalmente vacinados que sejam membros da família de cidadãos espanhóis. É preciso fazer uma quarentena obrigatória de dez dias para todos os passageiros procedentes do Brasil que desembarcam no país. Também é necessário apresentar um teste PCR negativo.

Todas as vacinas aplicadas no Brasil são aceitas para a entrada na Espanha: Pfizer, AstraZeneca, Janssen e Coronavac. A última dose e a dose única da Janssen deve ter sido tomada com no mínimo 14 dias de antecedência à entrada no país. Outras informações podem ser conferidas no site da Embaixada da Espanha no Brasil

 França

Está liberada a entrada de brasileiros vacinados com Pfizer, Moderna, AstraZeneca ou Janssen. Os viajantes vacinados não precisam cumprir quarentena ao desembarcar na França. Os passageiros precisam apresentar uma declaração de que não tem sintomas de infecção pela covid-19 e que não tiveram contato com pessoas com a doença.

Os passageiros não vacinados devem apresentar documento que comprove o motivo da viagem e um teste PCR ou de antígeno com resultado negativo e realizado 48 horas antes do embarque. Os viajantes não vacinados precisam ainda fazer uma quarentena após desembarcarem na França. Outras informações no site da Embaixada da França no Brasil.

Holanda

Só é permitida a entrada de cidadãos de nacionalidade holandesa, cidadãos estrangeiros com permissão de residência válida, nacionais de um país da União Europeia ou do Espaço Schengen e equipes médicas, marítimas e tripulantes de companhias aéreas. Quem estiver viajando para outro país com conexão na Holanda precisa mostrar o resultado negativo do teste de covid-19. Mais informações no site do governo holandês.

Itália

Não é permitida a entrada e o trânsito de pessoas que tenham permanecido ou transitado no Brasil nos 14 dias anteriores à viagem. A entrada e o tráfego aéreo somente são permitidos desde que o passageiro não tenha nenhum sintoma da covid-19 e para as categorias: pessoas com residência oficialmente fixada e registrada na Itália antes 13 de fevereiro de 2021, pessoas que devem alcançar domicílio, residência ou habitação de filhos menores, cônjuge ou parte de união civil e pessoas em condições de absoluta necessidade autorizados pelo Ministério da Saúde. Os passageiros têm a obrigação de mostrar um certificado de teste PCR ou antígeno negativo realizado nas 72 horas anteriores à viagem e de realizar um teste molecular ou de antígeno na chegada ao aeroporto. Os viajantes deverão cumprir quarentena de dez dias. Após esse período, deve ser realizado mais um teste de covid-19. Outras informações no site da Embaixada da Itália no Brasil.

 Portugal 

Cidadãos brasileiros não podem entrar como turistas em Portugal, apenas em viagens consideradas essenciais, como motivos profissionais, estudo, reunião familiar, razões de saúde ou humanitárias. Os passageiros provenientes do Brasil devem cumprir isolamento de 14 dias em domicílio, hotel, casa de familiares e amigos. A moradia tem de ser informada às autoridades locais de saúde. São permitidas escalas em Portugal, mas o passageiro precisa aguardar o voo de conexão em local próprio, no interior do aeroporto, indicado pelas autoridades de saúde. Informações no site da Embaixada de Portugal.

Reino Unido

O passageiro que esteve nos últimos dez dias no Brasil só pode entrar no Reino Unido se for cidadão britânico ou irlandês, ou se tiver direito de residência no Reino Unido. Antes de viajar para o Reino Unido, o viajante deve fazer um teste de covid-19 nas 72 horas anteriores ao embarque; reservar um dos hotéis autorizados pelo governo britânico para ficar dez dias em quarentena e preencher o formulário “Passenger Locator”. O passageiro deverá realizar ainda mais dois testes de covid-19: até o segundo dia de isolamento e no oitavo dia ou após a quarentena. Informações no site do governo britânico.

Veja também
+ Até 2019, havia mais gente nas prisões do que na bolsa de valores do Brasil
+ Geisy reclama de censura em rede social: “O Instagram tá me perseguindo”
+ Gel de babosa na bebida: veja os benefícios
+ Nicole Bahls já havia sido alertada sobre infidelidade do ex-marido
+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais
+ Chef playmate cria receita afrodisíaca para o Dia do Orgasmo
+ Mercedes-Benz Sprinter ganha versão motorhome
+ Anorexia, um transtorno alimentar que pode levar à morte
+ Agência dos EUA alerta: nunca lave carne de frango crua
+ Yasmin Brunet quebra o silêncio
+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago