Giro

Europa não vai usar 17 milhões de doses da Janssen depois de lote contaminado

Crédito: Reprodução/Divulgação

O bloqueio europeu surge após a contaminação de 60 milhões de doses da vacina da Johnson & Johnson nos Estados Unidos, detectado na semana passada. (Crédito: Reprodução/Divulgação)

Um porta-voz da Comissão Europeia alertou que a Janssen não deverá cumprir o calendário de entrega de vacinas ao bloco europeu depois de ter sido bloqueada a entrada de 17 milhões de doses do fármaco no espaço comunitário.

O bloqueio europeu surge após a contaminação de 60 milhões de doses da vacina da Johnson & Johnson (J&J) nos Estados Unidos, detectado na semana passada. A contaminação aconteceu numa das fábricas onde são produzidas estas vacinas, em Maryland.



+ ‘Filômetro’ da vacina em SP funciona no 1º dia, mas ainda é pouco conhecido

O incidente ocorreu com materiais para produção de outra vacina que não a contra o vírus SARS-CoV-2, de acordo com um comunicado divulgado. Na mesma nota, a J&J frisou que estes problemas na produção do fármaco não estão relacionados como os raros casos de coágulos sanguíneos provocados por esta vacina contra a Covid-19.

A União Europeia comprou 200 milhões de doses da vacina da farmacêutica norte-americana, das quais 55 milhões estavam previstas para serem entregues até ao final deste mês. Até agora, só foram entregues 12 milhões de doses deste imunizante de dose única.

+ Especialista revela o segredo dos bilionários da bolsa. Inscreva-se agora e aprenda!