Economia

EUA terão decreto para revisar cadeias produtivas e resolver escassez de chips

A porta-voz da Casa Branca, Jen Psaki, informou nesta quarta-feira, 24, que o presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, assinará um decreto ainda nesta data para revisar as cadeias produtivas do país. A decisão ocorre após a falta de máscaras, luvas e outros equipamentos de proteção para médicos e trabalhadores da saúde nos primeiros meses da pandemia de covid-19. O processo deve ser concluído em um ano.

Durante uma coletiva de imprensa, a assessora disse que o decreto focará na escassez de chips, baterias, principalmente aquelas ligadas à produção de veículos elétricos, produtos farmacêuticos e minerais. Os setores da cadeia de suprimentos que passarão pelas mudanças são os de defesa, saúde, comunicação, transporte, energia e alimentação.

Segundo o diretor sênior para economia internacional e competitividade do Conselho Nacional de Segurança, Peter Harrell, que também participou da coletiva, o principal objetivo do decreto é garantir a resiliência das cadeias produtivas americanas. “As cadeias de suprimentos não podem estar vulneráveis à manipulação de nações competidoras”, destacou o assessor.

A vice-diretora do Conselho Econômico Nacional, Sameera Fazili, ressaltou que o decreto é uma oportunidade para o país criar trabalhos com pagamento justo e impulsionar pequenos negócios. Ela enfatizou também que, antes da crise da covid-19, a economia já “não estava funcionando” para muitos americanos.

Segundo Sameera, a revisão levará em conta os riscos climáticos e geopolíticos. Segundo ela, além de trabalhar em conjunto com o Congresso, o governo fará consultas com empresas, especialistas, trabalhadores, comunidades locais e acadêmicos.

Veja também

+ Carreira da Década - Veja como ingressar na carreira que faltam profissionais, mas sobram vagas
+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais
+ Mulher finge ser agente do FBI para conseguir comida grátis e vai presa
+ Zona Azul digital em SP muda dia 16; veja como fica
+ Estudo revela o método mais saudável para cozinhar arroz
+ Arrotar muito pode ser algum problema de saúde?
+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago
+ Cinema, sexo e a cidade
+ Descoberta oficina de cobre de 6.500 anos no deserto em Israel