Giro

EUA recomenda cobrir rosto nas ruas para deter pandemia

EUA recomenda cobrir rosto nas ruas para deter pandemia

Até agora, as autoridades de saúde americanas tinham dito que a via primária de transmissão eram gotículas respiratórias - AFP

O presidente americano, Donald Trump, anunciou nesta sexta-feira (3) novas recomendações do governo para que todos os americanos usem máscaras ao saírem às ruas para conter a disseminação do novo coronavírus.

Trump disse durante coletiva de imprensa na Casa Branca que o Centro de Controle e Prevenção de Doenças (CDC) encorajaram as pessoas a usar qualquer cobertura facial, como echarpes, com esta finalidade e manter as máscaras cirúrgicas livres para os profissionais de saúde.

“Vai ser realmente uma coisa voluntária”, ressaltou. “Vocês não precisam fazê-lo e eu estou escolhendo não fazê-lo, mas algumas pessoas podem querer fazê-lo e tudo ok”, acrescentou.

O prefeito de Nova York, Bill de Blasio, fez uma recomendação similar na quinta-feira aos moradores da cidade.

O CDC insiste na necessidade de cobrir o rosto quando se sai para fazer compras, quando é difícil manter o distanciamento social.

E publicaram um estudo que destaca casos de transmissão do vírus em Singapura por pessoas assintomáticas.

A medida representa uma mudança, pois as autoridades têm dito durante semanas, com base em recomendações da Organização Mundial da Saúde (OMS) e do CDC, que no era necessário usar máscara a menos que a pessoa tivesse sintomas de coronavírus.

Os EUA registraram nesta sexta-feira quase 1.500 mortos por coronavírus em um dia, marcando um novo recorde no mundo, segundo uma contagem realizada pela Universidade Johns Hopkins.

Com 1.480 mortes entre quinta e sexta-feira, o número total de mortos no país desde o início da pandemia chega a 7.406, de acordo com o balanço da universidade.

– Muda o discurso –

A mudança de posição era esperada após altos funcionários de Saúde informarem à imprensa que havia evidência científica favorável ao amplo uso de máscaras.

Em entrevista à Fox News nesta sexta-feira, Anthony Fauci, chefe de doenças infecciosas do CDC, citou “informação recente de que o vírus pode ser transmitido simplesmente durante a fala”.

Dias antes, Robert Redfield, também diretor da CDC, assinalou que até um quarto dos infectados com o novo coronavírus podem não apresentar sintomas.

Até o momento, o governo aconselhava apenas as pessoas doentes, pessoal médico e cuidadores de idosos a usar a máscara, com base nas recomendações da Organização Mundial de Saúde (OMS) e do CDC.

Agora o CDC insiste na necessidade de se cobrir o rosto quando se está na rua ou em qualquer outro local público, diante da dificuldade de se observar o distanciamento social.

Um estudo recente financiado pelo CDC e publicado no New England Journal of Medicine concluiu que o vírus SARS-CoV-2 pode permanecer no ar por até três horas.

Mas os críticos afirmam que as conclusões são exageradas porque os pesquisadores utilizaram um nebulizador para criar uma névoa viral, algo que não ocorre naturalmente.

Uma avaliação publicada no final de março indica que a transmissão aérea (a distância) só é conhecida em casos de tratamentos de pacientes com o coronavírus que exigiram respiração artificial.

O debate sobre a transmissão por névoa viral segue, e a OMS tem sido prudente em validar qualquer posição.

Veja também

+ T-Cross ganha nova versão PCD; veja preço e fotos

+Conheça os 42 anos de história da picape Mitsubishi L200

+ Remédio barato acelera recuperação de pacientes com covid-19

+As 10 picapes diesel mais econômicas do Brasil

+ Avaliação: Chevrolet S10 2021 evoluiu mais do que parece

+ Grosseria de jurados do MasterChef Brasil é alvo de críticas

+ Cozinheira desiste do Top Chef no 3º episódio e choca jurados

+ Governo estuda estender socorro até o fim de 2020

+ Pragas, pestes, epidemias e pandemias na arte contemporânea

+ Tubarão-martelo morde foil de Michel Bourez no Tahiti. VÍDEO

+ Arrotar muito pode ser algum problema de saúde?