Geral

EUA: publicidade digital supera mídia convencional pela primeira vez

Reportagem do Washington Post diz que o dinheiro gasto em publicidade digital nos Estados Unidos irá superar pela primeira vez na história o total investido em anúncios nas chamadas mídias tradicionais, de acordo com previsões da eMarketer. Até o fim do ano estima-se que as empresas gastem quase US$ 130 bilhões (54,2%) em anúncios digitais contra US$ 110 bilhões (45,8%) em anúncios tradicionais. Mais de dois terços (66,9%) dos gastos com anúncios digitais este ano serão dedicados a dispositivos móveis, disse a eMarketer, totalizando mais de US $ 87 bilhões.

Para Monica Peart, diretora da eMarketer, “a mudança constante de atenção do consumidor para as plataformas digitais atingiu um ponto de inflexão com os anunciantes.” Os dois principais players que recebem essa avalanche de dinheiro no digital nos Estados Unidos – Google e Facebook – deverão manter sua influência dominante. A receita combinada dos dois gigantes representam 59% do mercado. A participação do Google/YouTube cairá ligeiramente de 38,2% para 37,2% e a do Facebook/Instagram deve variar levemente de 21,8% para 22,1% este ano, diz a reportagem.

Embora o Facebook tenha sido abalado por escândalos e esteja negociando com a Federal Trade Commission uma multa multibilionária relacionada às suas práticas de privacidade, o aumento de participação de mercado da empresa será impulsionado pelo Instagram, disse a eMarketer. Debra Aho Williamson, analista da agência de pesquisa, disse em comunicado que “há forte demanda por anúncios no Instagram Stories, e o Instagram ainda se beneficia da percepção de que ele é menos impactado pelos desafios que o Facebook tem enfrentado.”

CRESCIMENTO DE 50%  Amazon, Microsoft e Verizon completam o ranking dos cinco principais veículos digitais. A Amazon, terceira maior dos Estados Unidos, deve crescer mais de 50% em 2019, com um total de quase 9% do mercado de anúncios digitais. Monica Peart, do eMarketer, diz que “a plataforma é rica em dados comportamentais dos compradores para segmentação e fornece acesso em tempo real.” De acordo com as projeções da empresa de pesquisa, até 2023 a publicidade digital chegará a dois terços de toda a verba publicitária americana.