Economia

EUA/Payroll: assessora da Casa Branca vê retomada lenta do mercado de trabalho

Presidente do Conselho de Assessores Econômicos (CEA, na sigla em inglês) da Casa Branca, Cecilia Rouse comentou que, embora tenha superado expectativas, o ritmo de criação de emprego nos Estados Unidos em fevereiro não é suficiente para garantir a recuperação do mercado de trabalho em pelo menos dois anos.

“O ritmo de crescimento do emprego não fará com que os trabalhadores voltem ao trabalho rapidamente, dada a magnitude da perda de empregos – há cerca de 9,5 milhões de empregos a menos agora do que em fevereiro de 2020, antes que a pandemia se instalasse nos EUA”, escreveu, em publicação no blog do governo.

Segundo Rouse, por conta da queda na participação da força de trabalho, a taxa de desemprego real está próximo de 9,5%, bem acima dos 6,2% indicados pelos dados oficiais. “Isso não quer dizer que a taxa oficial esteja errada, mas simplesmente que, em uma pandemia, obter uma visão completa da economia exige examinar os dados de várias maneiras”, explicou.

Veja também

+ Carreira da Década - Veja como ingressar na carreira que faltam profissionais, mas sobram vagas
+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais
+ Mulher finge ser agente do FBI para conseguir comida grátis e vai presa
+ Zona Azul digital em SP muda dia 16; veja como fica
+ Estudo revela o método mais saudável para cozinhar arroz
+ Arrotar muito pode ser algum problema de saúde?
+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago
+ Cinema, sexo e a cidade
+ Descoberta oficina de cobre de 6.500 anos no deserto em Israel