Economia

EUA, México e Canadá assinam acordo comercial que substituirá antigo Nafta

Os Estados Unidos, o México e o Canadá assinaram nesta terça-feira, na Cidade do México, uma versão alterada do acordo de livre-comércio entre os três países, conhecido como USMCA, que substituirá o antigo Tratado Norte-Americano de Livre Comércio (Nafta, na sigla em inglês).

O acordo agora precisa ser votado nos Congressos de cada país. Nesta manhã, a Dow Jones Newswires informou, segundo fontes, que a Casa Branca e os democratas teriam chegado a um entendimento para que o USMCA seja aprovado na Câmara dos Representantes na semana que vem.

Na cerimônia de assinatura, o presidente do México, Manuel López Obrador, afirmou que o acordo “significa maior investimento para Canadá, EUA e México”. “Se há investimento, há crescimento, bem estar e paz”, acrescentou.

Obrador elogiou o “tratamento respeitoso” que os negociadores mexicanos receberam do presidente americano, Donald Trump. “Temos tido uma relação muito boa com Trump e quero aqui publicamente agradecer seu apoio”, disse.

O mandatário mexicano declarou, ainda, que o acordo é “bom para os três governos” e que “beneficia os trabalhadores dos três países”.

O representante comercial dos EUA, Robert Lighthizer, por sua vez, afirmou que os esforços das três nações resultaram no “melhor acordo comercial da história” e que o pacto “fará os EUA mais rico, fará o México mais rico e fará o Canadá mais rico”.

Já a vice-primeira-ministra do Canadá, Chrystia Freeland, disse que o USMCA irá “apoiar a prosperidade econômica” e “fornecer estabilidade para os trabalhadores”.

O subsecretário mexicano para América do Norte, Jesús Seade, considerou o pacto “bom e importante para o México” e declarou que muitos “assuntos complicados” foram enfrentados durante as negociações, citando uma pressão para a introdução de tarifas a produtos agrícolas, que, segundo ele, foi rejeitada.

Veja também

+ Funcionário do Burger King é morto por causa de demora em pedido

+ Cozinheira desiste do Top Chef no 3º episódio e choca jurados

+ Governo estuda estender socorro até o fim de 2020

+ Bolsonaro veta indenização a profissionais de saúde incapacitados pela covid-19

+ Nascidos em maio recebem a 4ª parcela do auxílio na quarta-feira (05)

+ Tubarão-martelo morde foil de Michel Bourez no Tahiti. VÍDEO

+ Arrotar muito pode ser algum problema de saúde?