Economia

EUA fatura mais de US$ 40 milhões com petróleo confiscado do Irã rumo à Venezuela

Crédito: Arquivo / AFP

O navio Bella, um dos quatro barcos que levava petróleo iraniano à Venezuela - US DEPARTMENT OF JUSTICE/AFP (Crédito: Arquivo / AFP)

Os Estados Unidos anunciaram nesta quinta-feira (29) que arrecadaram mais de US$ 40 milhões em um leilão de petróleo iraniano que foi confiscado em agosto, depois da interceptação de quatro navios com destino à Venezuela.

Washington anunciou em agosto a apreensão recorde de 1,1 milhão de barris de petróleo que seriam vendidos à Venezuela pelos Guardiões da Revolução, uma organização iraniana que os Estados Unidos consideram como “terrorista”.

+ Presidente da Petrobras considera excelente resultado do 3º trimestre
+ Petrobras recupera venda de combustíveis e receitas no 3º trimestre

O procurador-geral adjunto, John Demers, relatou em uma entrevista coletiva por telefone que os Estados Unidos venderam e entregaram o petróleo a terceiros.



Demers explicou que o dinheiro arrecadado será destinado a um fundo para vítimas do “terrorismo”.

“Estimamos que cerca de US$ 40 milhões serão recuperados com a venda do petróleo desses quatro navios”, afirmou o promotor responsável, Michael Sherwin, que ressaltou que esta é a mais importante apreensão de petróleo iraniano.

A Venezuela tem as maiores reservas comprovadas de petróleo do mundo, mas, depois de sofrer sanções americanas e sofrer o colapso de sua indústria por problemas de gestão, precisa de gasolina.

Seu governo, liderado por Nicolás Maduro – que não é reconhecido pelos Estados Unidos -, recorreu a aliados como o Irã.

Em agosto, Teerã negou ser proprietário das embarcações e alegou não estar envolvido na operação.

O governo de Donald Trump e o Irã vivem um impasse desde que os Estados Unidos anunciaram, em 2018, sua retirada do acordo internacional para frear o programa nuclear de Teerã.

Desde então, Washington aplicou sanções, incluindo um embargo ao petróleo iraniano.

Veja também
+ Até 2019, havia mais gente nas prisões do que na bolsa de valores do Brasil
+ Geisy reclama de censura em rede social: “O Instagram tá me perseguindo”
+ Gel de babosa na bebida: veja os benefícios
+ Nicole Bahls já havia sido alertada sobre infidelidade do ex-marido
+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais
+ Chef playmate cria receita afrodisíaca para o Dia do Orgasmo
+ Mercedes-Benz Sprinter ganha versão motorhome
+ Anorexia, um transtorno alimentar que pode levar à morte
+ Agência dos EUA alerta: nunca lave carne de frango crua
+ Yasmin Brunet quebra o silêncio
+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago