Economia

EUA e China tentam retomar negociações comerciais, diz assessor de Trump

EUA e China tentam retomar negociações comerciais, diz assessor de Trump

O USTR Robert Lighthizer (esq.) e o conselheiro de Comércio da Casa Branca, Peter Navarro - AFP/Arquivos

Estados Unidos e China estão tentando, ativamente, relançar as negociações para acabar com a guerra comercial bilateral – afirmou o principal conselheiro econômico de Donald Trump, Larry Kudlow, neste domingo (18).

“Se as negociações forem substancialmente reabertas, levaremos autoridades chinesas a Washington para uma reunião de negociadores-chefes, a fim de continuar as discussões”, disse Kudlow no programa televisivo Fox News Sunday.

As declarações do assessor da Casa Branca deixam dúvidas sobre a chegada de uma delegação chinesa a Washington em setembro, em resposta a uma visita a Xangai feita pelo representante americano de Comércio (USTR), Robert Lighthizer, e pelo secretário do Tesouro, Steven Mnuchin.

Kudlow salientou, no entanto, que a conversa por telefone que tiveram em meados de agosto após a reunião de Xangai, “foi muito mais positiva do que a mídia indicou”.

Em junho, Trump e o presidente chinês, Xi Jinping, encontraram-se no Japão durante a cúpula do G7. Pouco depois, porém, o presidente dos EUA anunciou a imposição sobretaxas de 10%, a partir de setembro, aos 300 bilhões de dólares em produtos chineses que haviam escapado até então para retaliação comercial.

Finalmente, Trump anunciou o adiamento dessas tarifas em uma ampla gama de produtos de consumo chineses.