Economia

EUA devem estender licença de chinesa Huawei para atender clientes do país

O governo dos Estados Unidos se prepara para estender a duração da licença temporária da chinesa Huawei Technologies para atender clientes norte-americanos, apesar de preocupações relativas à segurança nacional que levaram à inclusão da companhia em uma “lista negra” no início deste ano.

Autoridades do Departamento de Comércio dos EUA devem anunciar, nesta segunda-feira, uma extensão de 90 dias da licença, segundo o governo americano.

Em maio, autoridades do departamento incluíram a Huawei e suas filiais em uma lista negra de exportações, argumentando haver preocupação com a segurança nacional dos EUA. Oficiais do país têm alegado que produtos da Huawei poderiam ser usados para espionar e sabotar redes de telecomunicações americanas. Representantes da Huawei negam as acusações. A inclusão da Huawei na lista aumentou as tensões comerciais entre os EUA e a China.

Inicialmente, se questionou se clientes norte-americanos que utilizam equipamentos da companhia chinesa poderiam ter acesso a serviços de suporte ou entrar em contato com a empresa, em caso de necessidade. Logo em seguida, autoridades do Departamento de Comércio dos EUA anunciaram uma licença temporária para algumas operações entre a Huawei e parceiros comerciais americanos, entre os quais operadoras de internet sem fio que atuam em regiões agrícolas dos EUA. A previsão é de que tal licença expire nesta segunda-feira. Fonte: Dow Jones Newswires.