Giro

EUA denunciam ‘escalada’ da Rússia no Mar Negro

EUA denunciam ‘escalada’ da Rússia no Mar Negro

(Arquivo) O porta-voz do Departamento de Estado americano, Ned Price - POOL/AFP/Arquivos

O Departamento de Estado americano classificou nesta segunda-feira de “escalada sem provocação” a decisão russa de limitar a navegação de embarcações militares e oficiais estrangeiras em três zonas do Mar Negro, o que poderia ter impacto no acesso aos portos ucranianos.

A imprensa estatal russa reportou sobre a decisão, que poderia afetar o acesso aos portos ucranianos através do Mar de Azov, que se conecta ao Mar Negro pelo Estreito de Kerch, na ponta oriental da pensínsula da Crimeia, anexada pela Rússia em 2014.

“Isso representa outra escalada sem provocação na campanha de Moscou para desestabilizar a Ucrânia”, criticou o porta-voz do Departamento de Estado americano, Ned Price. “Esse fato é particularmente preocupante em meio às informações confiáveis de um aumento das tropas russas na Crimeia ocupada e em torno das fronteiras da Ucrânia em níveis não vistos desde a invasão russa em 2014.”

Moscou mobilizou dezenas de milhares de soldados ao longo das fronteiras setentrional e oriental da Ucrânia, bem como na Crimeia, o que levou a críticas da União Europeia, Otan e dos Estados Unidos.

Veja também

+ Carreira da Década - Veja como ingressar na carreira que faltam profissionais, mas sobram vagas
+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais
+ Mulher finge ser agente do FBI para conseguir comida grátis e vai presa
+ Zona Azul digital em SP muda dia 16; veja como fica
+ Estudo revela o método mais saudável para cozinhar arroz
+ Arrotar muito pode ser algum problema de saúde?
+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago
+ Cinema, sexo e a cidade
+ Descoberta oficina de cobre de 6.500 anos no deserto em Israel