Economia

EUA: Câmara adia votação de pacote fiscal de US$ 2,2 tri

Os democratas da Câmara dos Representantes dos Estados Unidos adiaram a votação do pacote de estímulos de US$ 2,2 trilhões, proposto pelo partido nesta semana, para dar mais tempo para um acordo com os republicanos e a Casa Branca. Assessores democratas disseram que a decisão foi tomada para permitir que os dois lados continuem conversando por mais um dia antes da votação.

O secretário do Tesouro, Steven Mnuchin, e a presidente da Câmara, Nancy Pelosi, se encontraram na tarde desta quarta-feira, 30, mas não conseguiram chegar a um entendimento. “Encontramos áreas onde buscamos mais esclarecimentos”, disse a democrata após a reunião. “Nossas conversas vão continuar”, acrescentou Pelosi.

O montante de US$ 2,2 trilhões é menos abrangente do que o pacote fiscal de US$ 3,5 trilhões que foi aprovado em maio na Câmara, mas não foi apreciado pelo Senado, de maioria republicana.

“Ainda não temos um acordo, mas temos mais trabalho a fazer”, disse Mnuchin após o encontro. “Vamos ver onde vamos parar”, completou. O secretário do Tesouro e a presidente da Câmara tem feito um esforço de última hora para tentar aprovar mais estímulos fiscais antes da eleição presidencial de 3 de novembro, embora haja ceticismo no Congresso sobre a possibilidade de um acordo neste momento. Fonte: Dow Jones Newswires

Veja também

+ 5 benefícios do jejum intermitente além de emagrecer
+ Jovem morre após queda de 50 metros durante prática de Slackline Highline
+ Conheça o phloeodes diabolicus "o besouro indestrutível"
+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais
+ Mulher finge ser agente do FBI para conseguir comida grátis e vai presa
+ Zona Azul digital em SP muda dia 16; veja como fica
+ Estudo revela o método mais saudável para cozinhar arroz
+ Arrotar muito pode ser algum problema de saúde?
+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago
+ Cinema, sexo e a cidade
+ Descoberta oficina de cobre de 6.500 anos no deserto em Israel