Economia

EUA autoriza Boeing 737 MAX a voar de novo

EUA autoriza Boeing 737 MAX a voar de novo

737 MAX da American Airlines no aeroporto de Renton, perto de Seattle, em 10 de novembro de 2020 - AFP/Arquivos

Os reguladores dos Estados Unidos autorizaram, nesta quarta-feira (18), o retorno do Boeing 737 MAX aos céus, quase dois anos depois de sua imobilização, devido a dois acidentes que deixaram 346 mortos em cinco meses.

A aeronave não voltará a voar de forma imediata em todo mundo, já que as autoridades do setor aéreo de outros países decidiram realizar suas próprias certificações.

A Agência Federal de Aviação americana (FAA, na sigla em inglês) informou, em seu comunicado, que ainda deve aprovar a formação necessária para os pilotos antes de qualquer voo do 737 MAX sobre o espaço aéreo dos Estados Unidos.

As companhias aéreas também terão de fazer trabalhos de manutenção nos aviões estacionados nas pistas dos aeroportos por mais de 20 meses.

A American Airlines já programou um voo para o fim de dezembro.

Já os aparelhos estocados na Boeing deverão ser examinados por um inspetor da FAA antes de serem enviados para os clientes.

Ainda assim, o CEO da Boeing, David Calhoun, afirmou que a decisão constitui “uma etapa importante”.

“Estes acontecimentos e as lições que aprendemos com elas remodelaram nosso negócio, que se concentrou mais em nossos valores fundamentais de segurança, qualidade e integridade”, acrescentou Calhoun, em um comunicado, no qual também disse estar pronto para trabalhar com os reguladores do mundo inteiro para uma rápida retomada do serviço.

O 737 MAX retorna no momento em que o setor se encontra muito afetado pela pandemia de coronavírus, uma situação que levou a Boeing a perder 393 pedidos nos primeiros dez meses do ano.

Hoje, o fabricante aeronáutico com sede em Seattle conta com 450 aeronaves em estoque.

Veja também

+ Sandero deixa VW Polo GTS para trás em comparativo
+ Veja os carros mais vendidos em outubro
+ Grave acidente do “Cake Boss” é tema de reportagem especial
+ Ivete Sangalo salva menino de afogamento: “Foi tudo muito rápido”
+ Bandidos armados assaltam restaurante na zona norte do RJ
+ Mulher é empurrada para fora de ônibus após cuspir em homem
+ Caixa substitui pausa no financiamento imobiliário por redução de até 50% na parcela
+ Teve o auxílio emergencial negado? Siga 3 passos para contestar no Dataprev
+ iPhone 12: Apple anuncia quatro modelos com preço a partir de US$ 699 nos EUA
+ Veja mudanças após decisão do STF sobre IPVA
+ T-Cross ganha nova versão PCD; veja preço e fotos
+MasterChef: competidora lava louça durante prova do 12º episódio’
+As 10 picapes diesel mais econômicas do Brasil
+ Cozinheira desiste do Top Chef no 3º episódio e choca jurados
+ Governo estuda estender socorro até o fim de 2020
+ Pragas, pestes, epidemias e pandemias na arte contemporânea
+ Tubarão-martelo morde foil de Michel Bourez no Tahiti. VÍDEO

+ Arrotar muito pode ser algum problema de saúde?