Ciência

EUA advertem que drones chineses podem ser usados para espionar

EUA advertem que drones chineses podem ser usados para espionar

Funcionário da DJI faz demonstração com drone em Las Vegas, em 7 de janeiro de 2016 - GETTY IMAGES NORTH AMERICA/AFP/Arquivos

Os Estados Unidos alertaram que os drones fabricados na China podem apresentar riscos de espionagem e dar a Pequim “acesso irrestrito” aos dados de seus usuários, em um contexto de rivalidade tecnológica entre as duas potências.

De acordo com a emissora CNN, o Departamento americano de Segurança Interna (DHS) emitiu um alerta na segunda-feira para indicar “o potencial risco” dos drones fabricados na China.

A nota não menciona nenhum fabricante, mas 70% dos drones civis do planeta são produzidos pela chinesa DJI.

O governo dos Estados Unidos está “muito preocupado com os produtos tecnológicos que pegam dados americanos e os introduzem no território de um Estado autoritário e que permitem que seus serviços de inteligência acessem livremente esses dados ou abusem deles de outra maneira”, aponta a nota de acordo com a CNN.

A China e os Estados Unidos, imersos em uma batalha comercial, se enfrentam igualmente pelo domínio tecnológico.

Em nome da segurança nacional, a administração Trump proibiu na semana passada as empresas americanas de vender produtos tecnológicos para a Huawei, suspeita de espionagem para Pequim.

O fundador da Huawei, Ren Zhengfei, ex-engenheiro do Exército chinês, negou as acusações várias vezes.

No que pareceu uma tentativa de acalmar as coisas, Washington decretou na segunda-feira um prazo de 90 dias antes de impor essas sanções.

“A segurança é o centro de tudo o que fazemos”, defendeu a DJI em comunicado nesta terça-feira.

“Nossa tecnologia foi verificada de forma independente pelo governo americano e pelas empresas líderes” do país, acrescentou o líder mundial em drones.

A DJI foi fundada em 2006 em Shenzhen (sul da China) por um apaixonado do modelismo.

Além da americana GoPro, a empresa chinesa não possui nenhum outro grande competidor americano. Um domínio que causa problemas para Washington: em 2017, o Exército americano proibiu o uso de drones DJI por motivos de segurança.