Giro

Estudo mostra alta em procura por planos de saúde antes da pandemia

Um levantamento do Instituto de Estudos de Saúde Suplementar (IESS) mostrou que 2 milhões de contratos foram firmados com planos de saúde nos 12 meses encerrados em fevereiro de 2020. De acordo com os dados, 1,7 milhão de novos beneficiários passaram a contar com planos exclusivamente odontológicos e outras 123, 7 mil pessoas aderiram aos planos médico-hospitalares. Alta de 6,9% e 0,3% respectivamente.

Para o superintendente executivo do IESS, José Cechin, os efeitos da pandemia de covid-19 em março e do isolamento social – adotado para combater o contágio acelerado doença – ainda se refletem nesses dados. “Deixam uma interrogação sobre os números dos próximos meses. Tanto é possível que tenhamos um aumento de beneficiários, em busca de contar com a segurança do plano, quanto uma redução por conta das pessoas que perderão o emprego e renda e não terão condições de manter o benefício”, disse. 

Cechin afirmou ainda que o comportamento registrado em fevereiro dava continuidade à tendência observada no segundo semestre de 2019 e esperada para o ano de 2020, com uma ligeira recuperação do total de vínculos médico-hospitalares avançando juntamente com o aquecimento do mercado de emprego. A mudança no cenário nacional (e internacional), contudo, impede uma previsão precisa no momento. “Precisamos observar o mercado, a sociedade e os resultados do empenho contra a pandemia antes de refazer qualquer cálculo”, afirma.

Veja também

+ Funcionário do Burger King é morto por causa de demora em pedido

+ Cozinheira desiste do Top Chef no 3º episódio e choca jurados

+ Governo estuda estender socorro até o fim de 2020

+ Bolsonaro veta indenização a profissionais de saúde incapacitados pela covid-19

+ Nascidos em maio recebem a 4ª parcela do auxílio na quarta-feira (05)

+ Tubarão-martelo morde foil de Michel Bourez no Tahiti. VÍDEO

+ Arrotar muito pode ser algum problema de saúde?