Ciência

Estados Unidos devolvem ao Iraque antiga tabuleta de Gilgamesh

Crédito: AFP

A tabuleta de Gilgamesh e a escultura de uma ovelha de 5.000 anos, exibidas em Washington, em 23 de setembro de 2021 - AFP (Crédito: AFP)

Uma tabuleta de 3.500 anos, que narra a epopeia de Gilgamesh, foi devolvida ao Iraque nesta quinta-feira (23) depois de ter sido roubada há três décadas e importada ilegalmente aos Estados Unidos.

“Para mim, significa restituir a autoestima e a confiança na sociedade iraquiana”, disse o ministro iraquiano da Cultura, Hassan Nazim, durante a cerimônia de devolução, em Washington.

Apesar de pequena, a peça tem um imenso valor cultural e histórico. Contém partes da “Epopeia de Gilgamesh”, considerada uma das obras literárias mais antigas da história da humanidade.

+ Atirador mata uma pessoa, fere 12 e comete suicídio em supermercado nos EUA



“É uma história que influiu em todas as grandes religiões monoteístas, deixando marcas também na Ilíada e na Odisseia”, disse a Diretora-geral da Unesco, Audrey Azoulay.

“Sua repatriação em si é uma história de proporções épicas”, disse o secretário de Justiça Auxiliar dos Estados Unidos, Kenneth Polite.

Acredita-se que a obra de argila tenha sido roubada de um museu iraquiano em 1991, durante a primeira Guerra do Golfo, e reapareceu na Grã-Bretanha em 2001, segundo Polite.

Um comerciante de arte americana a comprou de uma família jordaniana radicada em 2003 em Londres e enviou a peça aos Estados Unidos sem declarar sua verdadeira natureza na alfândega.

Em seguida, foi vendida a antiquários em 2007 por 50.000 dólares com um certificado de origem falsa e depois, em 2014, por 1,67 milhão de dólares dos proprietários da rede de artesanatos Hobby Lobby.

Um curador preocupou-se com as origens da tabuleta em 2017 devido à falta de documentação e finalmente foi apreendida em 2019.

O Ministério da Cultura do Iraque pediu a outras organizações que esquadrinhem os artefatos de procedência duvidosa.

O Iraque teve seu acervo saqueado por décadas, inclusive após a invasão americana em 2003.

Veja também
+ Como podcasts podem ajudar na educação financeira do brasileiro
+ Mistério: mulher descobre que não é a mãe biológica de seus próprios filhos
+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais
+ Chef playmate cria receita afrodisíaca para o Dia do Orgasmo
+ Mercedes-Benz Sprinter ganha versão motorhome
+ Anorexia, um transtorno alimentar que pode levar à morte
+ Agência dos EUA alerta: nunca lave carne de frango crua
+ Yasmin Brunet quebra o silêncio
+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago
+ Veja quanto custa comer nos restaurantes dos jurados do MasterChef
+ Leilão de carros e motos tem desde Kombi a Nissan Frontier 0km