Giro

Estado do Rio encerra restrição a trens, barcas e metrô

O transporte intermunicipal vai começar a ser retomado no Estado do Rio de Janeiro a partir de sábado, 6. A determinação é do governador Wilson Witzel (PSC), por meio de decreto publicado em edição extra do Diário Oficial nesta sexta-feira, 5.

Segundo o decreto, será retomada a operação de todas as linhas rodoviárias e vans intermunicipais, menos as que envolvam os municípios de Barra Mansa, Pinheiral e Volta Redonda. Nessas cidades permanece restrita a circulação de ônibus intermunicipal, ônibus fretado e vans com conexões com outras cidades. O transporte coletivo entre esses três municípios está mantido.

As linhas que interligam os municípios da Região Metropolitana, que conectam os municípios do interior e todas de transporte complementar, em qualquer região, não poderão transportar passageiros em pé. As linhas que fazem a ligação entre a Região Metropolitana e o interior deverão operar com no máximo metade dos assentos ocupados, nos veículos do tipo rodoviário, ou apenas com passageiros sentados, no caso dos veículos tipo urbano. A fiscalização do cumprimento dessas medidas será realizada pelo Detro, com auxílio da polícia.

Metrô, trens e barcas

A partir de sábado também será suspenso o controle de acesso de passageiros em todas as estações de metrô, trens e barcas. No metrô e no trem, a disponibilidade de lugares ficará restrita a, no máximo, 50% da capacidade de lotação. No sistema ferroviário, permanecerá suspensa a operação do ramal Guapimirim.

No caso das barcas, as viagens serão realizadas com quantidade de passageiros equivalente ao número de assentos existentes na embarcação. As estações Charitas e Cocotá permanecerão fechadas. A operação da linha Arariboia terá intervalos de, no mínimo, 30 minutos no horário de pico (das 5h30 às 9h e das 16h às 18h) dos dias úteis, e de uma hora nos horários de vale dos dias úteis e aos sábados, domingos e feriados. Já a linha de Paquetá continuará operando com intervalos de até 3 horas, em qualquer dia e período.

O governo orienta ônibus, barcas, trens e veículos do transporte complementar a circular com janelas destravadas e abertas, de modo a permitir máxima circulação de ar, desde que possível e seguro.

Nos transportes coletivo e individual, permanece obrigatório o uso de máscara de proteção respiratória. Cabe às concessionárias disponibilizar álcool em gel 70% ou produto higienizador com eficácia semelhante em todas as estações de trem, metrô e barcas, assim como nos ônibus urbanos e rodoviários do estado. Além disso, as concessionárias devem manter os procedimentos de limpeza e desinfecção específicos para o combate à disseminação do coronavírus em veículos, embarcações, composições e estações.

Veja também

+ Sandero deixa VW Polo GTS para trás em comparativo
+ Veja os carros mais vendidos em outubro
+ Grave acidente do “Cake Boss” é tema de reportagem especial
+ Ivete Sangalo salva menino de afogamento: “Foi tudo muito rápido”
+ Bandidos armados assaltam restaurante na zona norte do RJ
+ Mulher é empurrada para fora de ônibus após cuspir em homem
+ Caixa substitui pausa no financiamento imobiliário por redução de até 50% na parcela
+ Teve o auxílio emergencial negado? Siga 3 passos para contestar no Dataprev
+ iPhone 12: Apple anuncia quatro modelos com preço a partir de US$ 699 nos EUA
+ Veja mudanças após decisão do STF sobre IPVA
+ T-Cross ganha nova versão PCD; veja preço e fotos
+MasterChef: competidora lava louça durante prova do 12º episódio’
+As 10 picapes diesel mais econômicas do Brasil
+ Cozinheira desiste do Top Chef no 3º episódio e choca jurados
+ Governo estuda estender socorro até o fim de 2020
+ Pragas, pestes, epidemias e pandemias na arte contemporânea
+ Tubarão-martelo morde foil de Michel Bourez no Tahiti. VÍDEO

+ Arrotar muito pode ser algum problema de saúde?